O clássico entre Palmeiras e Flamengo pela segunda rodada do Brasileirão só acontece no domingo (21), mas, nos bastidores, o clima já está em ebulição. Após ouvir do mandatário rubro-negro que o time paulista levaria o jogo para o Allianz Parque a fim de ter uma vantagem pelo fato de o gramado ser sintético, a Leila Pereira, presidente palmeirense devolveu a ironia.

“A declaração do Landim me causou estranheza. Que eu me lembre, ganhamos a Libertadores 2021 e a Supercopa 2023 contra o Flamengo em campo de grama natural”, afirmou a dirigente.

Leila não gostou da afirmação de Rodolfo Landim e fez questão de dizer que o Palmeiras não tem nenhuma intenção de levar algum tipo de vantagem sobre o rival.

“Ele sabe que o campo de grama sintética no Allianz não oferece qualquer vantagem técnica ao Palmeiras. O gramado, inclusive, acabou de ser reformado para que tenhamos grandes jogos em nossa casa”.

Em resposta a Landim, Leila também critica o Maracanã

Em seguida, ela centrou foco no Maracanã, estádio onde o Flamengo manda suas partidas, para falar da qualidade que o palco carioca oferece às equipes. “Se ele estivesse preocupado com a qualidade do gramado, o campo do Maracanã estaria em melhores condições”, afirmou a dirigente ao ge.com.

Rodolfo Landim falou sobre o assunto em um vídeo divulgado pelo canal “Paparazzo rubro-negro”, no youtube. “Com a gente, eles (Palmeiras) vão querer jogar lá no gramado sintético”.

Favoritos ao título, Flamengo e Palmeiras chegam à terceira rodada do Brasileiro em condições diferentes. O time carioca lidera a competição com 100% de aproveitamento em dois jogos. Já o Palmeiras tem uma vitória e uma derrota.