O astro Cristiano Ronaldo foi apresentado como reforço do Al-Nassr, da Arábia Saudita, nesta terça-feira (3). Craque português fez algumas revelações durante coletiva de imprensa.

O jogador revelou que teve diversas propostas, inclusive de clube do Brasil, sem citar qual, mas que escolheu o time árabe por um motivo.

“Para mim é uma grande oportunidade, não apenas no futebol, mas para mudar a mentalidade de uma nova geração. Ninguém sabe, mas eu posso dizer agora que eu tive muitas ofertas. Clubes da Europa, Brasil, Austrália, Estados Unidos, Portugal, tentaram me contratar, mas dei minha palavra a este clube. Eu sei o que eu quero e sei o que não quero”, disse.

O ex-Manchester United disse estar orgulhoso do que chamou de ‘novo desafio’, após ‘vencer tudo e jogar nos clubes mais importantes da Europa. “Estou grato ao Al-Nassr por me dar essa oportunidade de desenvolver o futebol para uma geração de crianças, de mulheres”, afirmou.

Surpresa

Cristiano Ronaldo rebateu as críticas sobre escolher na Arábia Saudita, afinal, muito se especulou sobre a vontade dele em deixar o Manchester para jogar em um clube da Liga dos Campeões.

“Para mim, não é um problema para minha carreira vir para cá. Eu não estou preocupado com o que as pessoas falam. Para mim, é uma honra estar aqui. Sei que a liga é competitiva, vi muitos jogos, e o que eu quero é jogar”, disse.

“Eu sou um jogador único, é ótimo estar aqui. Bati um monte de recordes lá e quero bater um monte de recordes aqui. Vim aqui jogar, vencer e aproveitar para ser parte do sucesso do país”, completou.

Copa do Mundo

O craque usou a Copa do Mundo para justificar o quanto o futebol está nivelado hoje, lembrando de boas campanhas de seleções menos badaladas, como Coreia do Sul e o histórico Marrocos, para defender a qualidade técnica do futebol saudita.

Também disse que se sentiu motivado a apoiar o futebol feminino, modalidade à qual Al-Nassr também se dedica, e a mudar a imagem internacional da Arábia Saudita.

“Muitas pessoas falam e dão opiniões, mas não sabem nada sobre futebol. O futebol nos últimos anos está diferente, os times estão mais preparados”, afirmou.

“Quero ajudar a desenvolver pontos importantes. Muitas pessoas não sabem, mas o Al-Nasr também se dedica ao futebol feminino, e eu quero dar uma visão diferente sobre o país, o futebol, uma perspectiva geral sobre tudo”, concluiu.