Com os jogos desta terça-feira (8), na Austrália, todos os times conheceram seus adversários nas Quartas de Final da Copa do Mundo Feminina e um caminho até a final já pode ser traçado. A final está marcada para o dia 20 de agosto.

A Austrália venceu a Dinamarca por 2 a 0 nas Oitavas de Final e vai encarar a França, em Brisbane, no sábado (12). O vencedor vai encarar nas semifinais o melhor de Colômbia x Inglaterra, que também jogam no sábado.

Vale lembrar que a Austrália já foi para as quartas três vezes e amargou a derrota em todas elas. Já a França, que derrotou Marrocos nas Oitavas por 4 a 0, venceu apenas uma vez das três que passou para as quartas, mas acabou ainda na semi.

A Colômbia enfrenta a Inglaterra nas Quartas após superar a Jamaica em 1 a 0, nesta terça-feira. Esta é a primeira vez que as colombianas avançam para as Quartas de Final. Já a Inglaterra é mais experiente no mata-mata e coleciona duas vitórias e três derrotas nas quartas, além de perder nas duas vezes que disputou uma Semifinal. Um desses quatro times será um dos finalistas.

Do outro lado, a Espanha goleou a Suíça em 5 a 1 nas Oitavas e encara a Holanda, na quinta-feira, pelas Quartas. Essa é a primeira vez que as espanholas passam para essa fase. Já a Holanda tem uma boa campanha: venceu quando foi às quartas e também chegou à final na ocasião.

Espanha ou Holanda encontram com Japão ou Suécia na Semifinal. As japonesas, que superaram a Noruega por 3 a 1, são veteranas em final de Copa do Mundo, vencendo as duas vezes que chegaram a Semifinal.

A Suécia conseguiu o feito de chegas às Quartas vencendo a hegemonia dos Estados Unidos nos pênaltis. As suecas nunca haviam chegado nessa etapa de uma Copa do Mundo Feminina. Desse grupo sai o segundo finalista.

copa do mundo
Fifa

Edição histórica da Copa do Mundo Feminina

A Copa do Mundo feminina é um sucesso de público na Austrália, uma das anfitriãs do torneio. A competição vem quebrando recordes de público e de transmissões digitais e analógicas ao redor do mundo, mas é no país que sedia o campeonato que os maiores números estão sendo registrados.

Na partida entre a Austrália e Dinamarca, válida pelas oitavas de final, cerca de 6,54 milhões de pessoas assistiram ao jogo no Seven, o segundo maior canal de TV da região. Além de ser a maior audiência de um jogo de Mundial feminino da história da rede televisiva, também se tornou o evento esportivo mais assistido nos últimos 18 meses.

Em campo, outro número impressionante. O Accor Stadium, onde a partida ocorreu, estava com capacidade lotada, com mais de 75 mil pessoas presentes. Esta vem sendo uma tônica da campanha australiana, com os estádios sempre cheios quando elas jogam.

A Copa do Mundo deste ano já é histórica. Ainda no meio da competição, a atual edição do torneio já atraiu mais espectadores do todo o Mundial anterior, na França em 2019. Na fase de grupos, 1,2 milhão de espectadores foram aos estádios, com uma média de mais de 25 mil pessoas por jogo. Esses números representam um aumento de 29% em relação à Copa do Mundo da França somente nesta fase da competição.

Na fase de grupos, mais de 1,715 milhão de ingressos foram vendidos para a competição, muito mais do que a meta inicial da Fifa de 1,3 milhão. A organização também ficou satisfeita com alguns dos índices de audiência, destacando, por exemplo, que a partida entre as americanas e a Holanda foi a mais assistida da fase de grupos na história dos Estados Unidos.

A Fifa ainda destacou que, na Nova Zelândia, cerca de 1,88 milhão de pessoas está assistindo a Copa. O número é equivalente a um terço do país. Na Colômbia, a audiência triplicou se comparada ao último Mundial, chegando a superar os números de partidas da seleção masculina na Copa do Catar. Na China, 53,9 milhões de pessoas acompanharam o duelo com a Inglaterra.