O atacante Neymar recebeu alta na manhã deste sábado, do Hospital Mater Dei, em Belo Horizonte, após ter sido submetido a uma cirurgia para tratamento das lesões no ligamento cruzado anterior e meniscos do joelho esquerdo.

O procedimento foi realizado na última quinta-feira por Rodrigo Lasmar, chefe médico da seleção brasileira. Após uma avaliação, ele considerou satisfatória a evolução do pós-operatório.

De acordo com Lasmar, o próximo passo agora é iniciar o trabalho de fisioterapia para dar sequência ao tratamento de recuperação do atleta. A princípio, o tempo estimado para que o jogador revelado pelo Santos volte aos campos é de oito a dez meses.

Principal nome do elenco comandado pelo técnico Fernando Diniz, o atacante se machucou na derrota da seleção brasileira de 2 a 0 para o Uruguai, em confronto válido pela quarta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026.

No lance da contusão, Neymar partiu com a bola dominada no meio-campo e acabou se machucando sozinho. Ele deixou o gramado ainda no primeiro tempo, foi substituído por Richarlison.

Para a sequência do torneio, o Brasil dificilmente poderá contar com os gols de Neymar. A seleção ocupa o terceiro lugar na classificação com sete pontos, ao lado do Uruguai, enquanto a Argentina lidera a competição de forma isolada com 100% de aproveitamento em quatro rodadas.