Com gol do atacante Hulk, o carimbou sua vaga para a sua 16ª final consecutiva de Campeonato Mineiro ao derrotar o Athletic por 1 a 0, na tarde deste sábado, na Arena Independência, revertendo o revés pelo mesmo placar no jogo de ida, em São João Del-Rei.

O Atlético, atual tricampeão estadual, aguarda o duelo entre e América para conhecer o seu adversário na grande decisão. No jogo de ida, o time alviverde venceu por 2 a 0, na Arena do Jacaré. O duelo de volta será neste domingo, na Arena Independência.

O jogo começou quente com os jogadores do Athletic tentando desestabilizar o atacante Hulk. Precisando vencer, o Atlético foi para cima, mas mostrou muito nervosismo e esbarrou na marcação fechada do adversário, que montou um ferrolho na entrada da área durante o primeiro tempo.

O Athletic usou a mesma tática da partida de ida e conseguiu anular o Atlético. Hulk praticamente não conseguiu pegar na bola Paulinho e Pedrinho arriscaram jogadas em velocidade, mas também não tiveram sucesso. Com isso, o jogo ficou brigado, com entradas duras.

Do outro lado, o Athletic usou do contra-ataque e das bolas alçadas para assustar o goleiro Everson, que também não teve muito trabalho durante os 45 minutos iniciais.

No segundo tempo, o Atlético pareceu mais solto e chegou perto de marcar logo de cara com Hyoran. Júlio César se esticou todo para fazer a defesa. Aos sete minutos, não teve jeito. Paulinho se aproveitou de um erro na saída de bola do adversário e deixou Hulk na cara do gol. O artilheiro driblou o goleiro e mandou para o fundo das redes.

O gol acabou com qualquer tipo de planejamento do Athletic. O time visitante precisou sair para o ataque, mas sofreu no setor de criação. Aos 19 minutos, Torrão cruzou, e Jonathan completou. A bola foi sem direção. Mais tarde, o VAR checou um possível pênalti para o time visitante, rendeu muita no estádio, mas nada foi marcado.

O duelo continuou com Hyoran sendo o ponto de desequilíbrio. O Athletic tentou responder com a entrada de Sassá, ex-Cruzeiro, mas foi a vez do Atlético recuar. O time de Eduardo Coudet segurou o adversário e confirmou a classificação por ter feito a melhor campanha da fase inicial.

Saiba Mais