O Atlético-MG continua na busca por uma vaga direta para a próxima edição da Copa Libertadores. Neste domingo, na Arena MRV, contou de novo com a ajuda do seu atacante Hulk, que com um gol e uma assistência, fez a diferença na vitória por 2 a 1 sobre o Goiás, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time ainda atuou todo o segundo tempo com um jogador a menos, após a expulsão de Igor Rabello.

O resultado também manteve a sequência positiva da equipe de Luiz Felipe Scolari. Já são seis jogos de invencibilidade do time, que aparece em quinto lugar, com 57 pontos, abrindo boa margem dentro do G-6 e na cola do G-4. Já o Goiás continua sem reagir no Brasileirão. O time é o 18º colocado, com 35 pontos, três a menos que o Vasco, primeiro time fora da zona do rebaixamento e com um jogo a menos.

Opostos na tabela, o Atlético-MG buscou fazer valer o fator casa na primeira etapa. Controlando a posse de bola, o time esbarrou na retranca do Goiás. Sem conseguir conectar a dupla Hulk e Paulinho, a dupla quase não foi acionada. A alternativa encontrada foi a bola parada, em cobranças de faltas fortes e venenosas de Hulk. Concentrado em se defender, o Goiás pouco fez o goleiro Everson trabalhar e abusou de lançamentos longos para pegar a defesa desprevenida.

Aos poucos, o time mineiro foi se encontrando em campo. Apostando na insistência, Hulk e Paulinho conseguiram fazer uma jogada trabalhada, mas o artilheiro Paulinho parou no goleiro Tadeu. Na sequência, a dupla conseguiu uma nova tabela e desta vez Maguinho parou Hulk com falta, dentro da área, e o pênalti foi anotado. Hulk bateu firme e rasteiro, para a abrir o placar aos 40 minutos e anotar seu gol de número 400 na carreira.

Na segunda etapa, o Atlético-MG voltou desatento. Igor Rabello errou a passada, perdeu a bola para Matheus Babi e cometeu a falta no atacante. Como era o último homem, o zagueiro levou o cartão vermelho direto, deixando os donos da casa com um a menos, aos nove minutos do segundo tempo. Com um a mais, o Goiás foi para cima. Dominando a posse da bola, o time goiano rondou a área, mas sem conseguir levar perigo. Mesmo em desvantagem, foram os donos da casa que balançaram as redes.

Hulk deu linda assistência para Guilherme Arana, que chegou primeiro que o goleiro Tadeu e, de joelho, mandou para as redes. Com a vitória encaminhada, o jogo ficou confortável para o Atlético-MG. Dando a bola para o Goiás, o time buscava explorar os espaços para matar o jogo. Na reta final, Dodô pegou o rebote e diminuiu para o Goiás, aos 43. Apesar dos contornos dramáticos, o time mineiro segurou o resultado até o apito final

O Campeonato Brasileiro agora para a Data Fifa e retorna somente no dia 15 dias. Pela 35ª rodada, o Atlético-MG recebe o Grêmio, no domingo (26), na Arena MRV, em Belo Horizonte. Já o Goiás atua na segunda-feira (27), quando recebe o Cruzeiro, na Serrinha, em Goiânia.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG 2 X 1 GOIÁS

ATLÉTICO-MG – Matheus Mendes; Saravia, Igor Rabello, Maurício Lemos e Guilherme Arana; Otávio, Igor Gomes (Edenilson), Rubens (Patrick) e Zaracho; Hulk e Paulinho (Jemerson). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

GOIÁS – Tadeu; Maguinho, Lucas Halter, Sidimar (Diego) e Bruno Melo; Raphael Guzzo (Vinicius), Morelli e Willian Oliveira (Julian Palacios); Allano (João Magno), Matheus Babi e Anderson Oliveira(Dodô). Técnico: Armando Evangelista.

GOLS – Hulk, aos 40 minutos do primeiro tempo. Guilherme Arana, aos 24, E Dodô, aos 43 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Lucas Halter e Morelli (Goiás).

CARTÃO VERMELHO – Igor Rabello (Atlético-MG).

ÁRBITRO – Marcelo de Lima Henrique (CE).

RENDA – R$ 1.359.291,00.

PÚBLICO – 29.173 torcedores.

LOCAL – Arena MRV, em Belo Horizonte (MG).