O Fluminense não conseguiu se agigantar diante do Manchester City na final do Mundial de Clubes e foi goleado por 4 a 0 pelos ingleses na nesta sexta-feira (22). Álvarez — duas vezes — Nino, contra, e Foden foram os autores dos gols.

O Manchester de Pep Guardiola é o 11° seguido de um europeu no torneio. O de Tite, em 2012, foi o último vencedor sul-americano ao superar o Chelsea.

A partida começou, basicamente, com 1 a 0 para o City, que marcou aos 40 segundos e que, mesmo dominado por alguns minutos, ampliou com gol contra de Nino. O Fluminense não mudou a estratégia “dinizista” e tentou reagir com um elétrico Arias, que foi o principal elemento de perigo ao gol inglês até o intervalo.

Na etapa final, os ingleses dominaram um já desgastado elenco brasileiro e não tiveram dificuldade para agredir o adversário. Em meio às substituições frustradas de Diniz, Foden completou cruzamento de Álvarez e decretou o resultado.

O campeão City garantiu US$ 5 milhões (cerca de R$ 24,3 milhões). O clube carioca, por outro lado, ficou com com US$ 4 milhões (R$ 19,5 milhões) de premiação da Fifa.

E Guardiola chegou ao tetracampeonato mundial. O espanhol já havia faturado a competição com o (duas vezes) e com o Bayern de Munique (uma vez).