Apático e sonolento. Quem esperava um jogo intenso na Vila Belmiro se frustrou. Na noite desta quarta-feira, um pênalti nos acréscimos determinou a história da partida. Erison marcou o gol da vitória do São Paulo, por 1 a 0, e praticamente selou o rumo tricolor no Campeonato Brasileiro. Já o Red Bull Bragantino perdeu a chance de assumir provisoriamente a liderança do torneio.

Com o triunfo na Baixada, o São Paulo chega aos 45 pontos e praticamente se livra de qualquer chance de rebaixamento no Brasileirão. O Red Bull Bragantino terá de esperar o desenrolar da rodada para saber quais as suas chances de continuar firme na luta pelo título inédito.

Na próxima rodada, o São Paulo volta a Santos, dessa vez como visitante para encarar o rival alvinegro. O jogo acontece no domingo, às 18h30. No mesmo dia, às 16h, No Nabi Abi Chedid, o Red Bull Bragantino tem compromisso decisivo diante do Botafogo

Os primeiros movimentos mostraram um Red Bull Bragantino comprometido com a busca pelo gol. O time do interior foi valente e mostrou suas armas, no entanto o São Paulo conseguiu aos poucos controlar a posse de bola, amenizar os aspectos ofensivos do visitante e criar algumas chances.

Com a pressão incomum de lidar com a oportunidade de assumir a liderança do Brasileirão, o Red Bull Bragantino demonstrou ansiedade e errou movimentos simples, como passes e tabelas. Já o São Paulo, com relevante apoio na Vila Belmiro, se postou como esperado, fazendo o suficiente para sustentar o placar e buscar em alguma falha do time do interior um lance claro para abrir o marcador. O Bragantino até adiantou suas linhas e passou a pressionar o São Paulo a partir dos 35 minutos da etapa inaugural, mas não teve sucesso.

Um lance simbolizou bem o que foi o primeiro tempo. A defesa do Red Bull Bragantino se atrapalhou após cobrança de escanteio, o goleiro Cleiton furou na pequena área, Juninho Capixaba não afastou e a bola ficou viva. O uruguaio Michel Araújo só tinha o trabalho de empurrar para as redes, mas errou a direção do chute e perdeu um gol feito.

Na volta do intervalo, o Bragantino conseguiu desenhar oportunidades nos primeiros movimentos. O foi semelhante ao que ocorreu no primeiro tempo: o São Paulo equilibrou o jogo e diminuiu o ritmo do confronto.

O jogo passou a ficar muito picotado, com faltas e falta de objetividade das duas partes. Nem mesmo as alterações feitas pelos técnicos mudaram o panorama do jogo. Os atletas tinham muita dificuldade para acertar um chute capaz de levar perigo à meta adversária.

Nos minutos finais, veio a emoção principal do jogo. Talisson acertou o pé de Caio Paulista dentro da área e, após longos minutos, o árbitro foi conferir no monitor e determinou a marcação do pênalti para o São Paulo. Erison bateu firme e definiu a vitória tricolor, aos 48 minutos.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 x 0 RED BULL BRAGANTINO

SÃO PAULO – Rafael; Rafinha, Arboleda, Lucas Beraldo e Welington (Caio Paulista); Pablo Maia, Alisson e Wellington Rato (David); Luciano (Nathan Mendes), Michel Araújo (Gabriel Neves) e Juan (Erison). Técnico: Dorival Junior.

RED BULL BRAGANTINO – Cleiton; Aderlan, Realpe, Léo Ortiz e Juninho Capixaba (Luan Cândido); Matheus Fernandes (Thiago Borbas), Jadsom e Lucas Evangelista; Helinho (Talisson), Henry Mosquera (Vitinho) e Eduardo Sasha (Matheus Gonçalves). Técnico: Pedro Caixinha.

GOL – Erison, aos 48 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Flávio Rodrigues de Souza (SP).

CARTÕES AMARELOS – Juan e Gabriel Neves (São Paulo), Lucas Evangelista e Helinho (Red Bull Bragantino).

PÚBLICO – 11.948 torcedores.

RENDA – R$ 1.135.233,00.

LOCAL – Vila Belmiro, em Santos.

Saiba Mais