O técnico Fernando Diniz admitiu que a Brasileira deixou a desejar no jogo desta terça-feira (17), em Montevidéu, no qual foi superada pelo por 2 a 0, pelas Eliminatórias do Mundial de 2026.

No entanto, afirmou que o revés vai servir como aprendizado para a equipe. “O time como um todo não foi bem na criação. Foi um jogo muito amarrado. Faltou a agressividade necessária no primeiro tempo. São momentos assim que nos levam a aprender e melhorar. Eu vou estudar com profundidade essa partida”, disse Diniz.

Na entrevista coletiva concedida no Estádio Centenário, o treinador lamentou que os dois gols do Uruguai tenham surgido após a cobrança de dois laterais. “Dois gols de falhas que não podemos cometer. Mas o que nos faltou mesmo foi contundência. Isso vai ser adquirido com o tempo, com o trabalho. Não tem mágica e o tempo que vamos ter vai permitir essa melhora”, refletiu.

O treinador, a fim de não deixar dúvidas sobre sua análise do jogo, disse que o principal responsável pela pouca criação do time em Montevidéu foi ele mesmo. “Faz parte do processo”, finalizou.

Derrota para o Uruguai

O resultado fez os uruguaios derrubarem um tabu de 22 anos sem ganhar dos brasileiros. Darwin Núñez abriu o placar no primeiro tempo, pouco antes de Neymar sair de campo com grave lesão no joelho. De la Cruz deu números finais ao jogo na etapa complementar.

A seleção brasileira sai dessa Data Fifa menor do que entrou. A empolgação com Fernando Diniz por causa das vitórias sobre e Peru foi freada bruscamente com as atuações capengas diante de Venezuela e Uruguai.

Saiba Mais