A skatista conquistou, neste domingo (3), o título de bicampeã da SLS (Street League Skateboarding), principal liga de skate de rua do mundo.  Durante a competição, a atleta atingiu altas pontuações, inclusive a primeira nota 9,0 da história em uma volta da disputa feminina da SLS.

Melhor colocada de sua bateria na fase classificatória, o 9,0 conquistado por Rayssa é inédito na etapa de “voltas” da competição. A competição aconteceu no Ginásio Ibirapuera, em .

No Super Crown, última etapa do campeonato, as competidoras tiveram duas voltas de 45 segundos e cinco oportunidades de manobras individuais. Rayssa Leal foi a última a se apresentar a cada rodada da .

A atleta fechou o campeonato com nota 31,9, fechou com 31,9, à frente da campeã olímpica Momiji Nishya, que ficou com 30,6, e Page Heyn, com 28,9.

Maranhense avançou na competição e superou japonesas

Ovacionada a cada mínimo movimento no Ginásio do Ibirapuera, neste sábado, a maranhense de 15 anos ficou em primeiro lugar em sua bateria da fase classificatória do Super Crown, a última etapa da SLS, e garantiu vaga na grande decisão.

A brasileira Pâmela Rosa, que buscava o tricampeonato, acabou eliminada, assim com Marina Gabriela e Isabelly Ávila, outras duas representantes do Brasil. Avançaram à final a australiana Chloe Covell, de 13 anos, a americana Page Heyn e as japonesas Aqi Uemura, Momiji Nishiya e Yumeka Oda.

Rayssa correu na segunda bateria, após a primeira sessão ser disputada entre a brasileira e skatistas japonesas. Momiji Nishiya e Yumeka Oda fizeram 6,2 e 5,5, respectivamente, mas Rayssa, apoiada como nenhuma outra competidora no Ginásio do Ibirapuera, aumentou o nível, com uma apresentação de 7,6, finalizada no corrimão.

Saiba Mais