Contando com Lionel Messi somente no segundo tempo, a dominou com facilidade o Paraguai e venceu por 1 a 0, nesta quinta-feira, no estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires. O triunfo, com marcado logo no início da partida, manteve os atuais campeões do mundo na liderança provisória da Eliminatórias Sul-Americanas da do Mundo de 2026.

O time argentino chegou aos nove pontos, com três vitórias em três jogos, um aproveitamento de 100% até agora. Somente o Brasil, que ainda joga nesta quinta, tem o mesmo aproveitamento – recebe a Venezuela em Cuiabá nesta noite. Já o Paraguai tem apenas um ponto e ocupa o nono e penúltimo lugar da tabela.

Sem Messi no primeiro tempo, a Argentina foi liderada pelo zagueiro Otamendi, que foi além de suas funções defensivas no início da partida. Logo aos 2, o capitão do time aproveitou cobrança de escanteio na área e acertou belo voleio, abrindo o placar.

O gol empolgou a torcida e elevou a confiança da equipe argentina, que passou a dominar a partida com tranquilidade. Os anfitriões aproveitavam a marcação frouxa dos paraguaios para “alugar” o campo de ataque. Foram diversas chances de gol. Na melhor delas, aos 41, Rodrigo de Paul arriscou de fora da área e carimbou a trave.

A seleção da casa poderia ter saído de campo com uma goleada se tivesse caprichado mais nas finalizações e no passe final das jogadas ofensivas. Para arrumar isso, o técnico Lionel Scaloni colocou Messi em campo a partir dos 7 minutos da etapa final.

Voltando de lesão, o atacante se deparou com uma postura diferente do Paraguai, mais atento em campo. A defesa paraguaia, liderada pelo palmeirense Gustavo Gómez, apertou a marcação e passou a dificultar a vida dos donos da casa. E Messi era o principal alvo dos visitantes.

Com pouco espaço, o ídolo argentino levava perigo na bola parada Aos 30, ele cobrou escanteio com perigo e acertou a trave, quase marcando um gol olímpico. Lautaro Martínez também desperdiçou chances, enquanto a torcida gritava “olé” a cada troca de passe argentina. Nos acréscimos, Messi acertou outra bola na trave, em cobrança de falta.

Em ritmo mais lento, a Argentina evitou maior desgaste em busca do segundo gol e apenas administrou a vantagem simples até o apito final, do árbitro brasileiro Raphael Claus. A seleção sul-americana chegou à marca de sete jogos sem levar gols, todos disputados neste ano.

Na terça-feira, a seleção argentina vai visitar o Peru, em Lima, pela quarta rodada das Eliminatórias. Os paraguaios receberá a no mesmo dia, em Assunção.