Nove atletas de patinação artística de Mato Grosso do Sul devem embarcar nos próximos dias para Londrina, no (PR), onde será realizado o 9º Torneio Nacional Dancing de Patinação Artística – UNISUR, que reunirá escolas e clubes de patinação artística de todo o país nas mais diversas modalidades do .

Os atletas que representarão Mato Grosso do Sul são da Escola de Patinação Artística André Volnei, única escola da modalidade em MS. Os atletas têm entre 5 e 54 anos de idade e deverão representar o Estado em 14 diferentes modalidades, dentre circuitos, shows e livres individuais.

O professor e coreógrafo André Volnei exalta a importância da participação dos atletas em eventos nacionais, buscando a interação e experiências com outros clubes e escolas, e trazendo para nossa cidade uma maior visibilidade frente ao esportivo atual da patinação artística.

A Escola de Patinação Artística André Volnei atende todas as idades a partir dos 4 anos, ambos os sexos, e ministra aulas há 15 anos na capital.

Quem quiser seguir o trabalho deles, podem acompanhar pelo Instagram clicando AQUI.

Patinação artística

Existe uma grande diferença entre a patinação de lazer e a artística. Enquanto a primeira opção é voltada para passeios nas ruas como atividade física para divertimento, a segunda é tida como um esporte e trabalha o exercício físico. Além disso, são usados patins específicos para fazer as acrobacias durante a prática.

“Dentro da patinação artística trabalhamos diversos movimentos como figuras, viradas, saltos, corrupios, e gradativamente o aluno vai aprendendo cada elemento de acordo como vai melhorando as suas qualidades necessárias e equilíbrio dentro do esporte”, explica André Volnei.

Apesar da semelhança em algumas técnicas, ela é confundida com dança e arte, uma vez que traz referências para enaltecer os sentimentos que transcendem a interpretação da música. Por isso, Volnei considera a patinação artística um ‘esporte-arte'.

“Os benefícios que temos com a patinação artística são dos mais diversos, desde físicos e cognitivos. Desenvolve a flexibilidade e contribui para melhora postural, fortalece a musculatura, desenvolve a coordenação motora, lateralidade e direcionalidade, controle do peso, incentiva o convívio social, desenvolve a musicalidade bem como as capacidades físicas”, finaliza.

.