O primeiro duelo da decisão do Campeonato Paulista entre Água Santa e será disputado na Arena Barueri. Prevista para o dia 2 de abril, a partida tem mando do time de Diadema. Contudo, este não pode jogar em seu estádio, o Distrital do Inamar, porque o espaço não tem refletores de iluminação.

O primeiro duelo da decisão do Campeonato Paulista entre Água Santa e Palmeiras será disputado na Arena Barueri. Prevista para o dia 2 de abril, a partida tem mando do time de Diadema, que não pode jogar em seu estádio, o Distrital do Inamar, porque o espaço não tem refletores de iluminação.

A Arena Barueri não tem recebido jogos da elite do futebol paulista. A última partida realizada no local foi Oeste x Novorizontino, pela Série A2 do Paulista, no dia 19. No início do ano, o estádio foi uma das sedes da Copa de Futebol Júnior.

O Sub-20 do Palmeiras enfrentou o no estádio no último dia 15, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro da categoria. O estado do gramado não estava bom e é motivo de preocupação da comissão técnica palmeirense.

Foi por isso que o Palmeiras decidiu mandar o clássico com o Santos, no início de fevereiro, no Morumbi, não na Arena Barueri. Abel Ferreira viu a condição ruim do gramado e prontamente rejeitou a ideia de atuar lá na ocasião. No entanto, a reportagem apurou que o gramado passa por pequena reforma a pouco mais de uma semana do primeiro jogo da decisão do Estadual.

Água Santa avaliou mandar jogo no Morumbi e na Vila Belmiro

A Arena Barueri não era a primeira opção do Água Santa, mas se tornou a mais viável diante da impossibilidade de a equipe mandar a partida no Morumbi. Lá, o gramado está sendo trocado depois da série de shows da banda britânica Coldplay. Já a Neo Química Arena está indisponível em razão do histórico de rivalidade entre e Palmeiras e também em razão das melhorias que estão sendo feitas no local.

O desejo do Água Santa era jogar na Vila Belmiro, onde mandou o duelo da semifinal com o Red Bull Bragantino. Porém, o presidente santista, Andrés Rueda, expressou sua preocupação ao presidente do clube de Diadema, Paulo Korek, com relação a questões de segurança. Isso porque há a possibilidade de receber uma grande quantidade de torcedores palmeirenses no estádio do Santos.

Como o Palmeiras conquistou a melhor campanha do torneio, tem a prerrogativa de mandar o segundo e decisivo jogo no Allianz Parque. Foi o que aconteceu no ano passado, quando se sagrou campeão.