Após ser protagonista de uma série de polêmicas nas últimas semanas, entre elas um desentendimento público com o brasileiro Richarlison, o técnico Antonio Conte deixou o comando do Tottenham neste domingo. De acordo com o comunicado divulgado pelo clube londrino, o desligamento do treinador italiano se deu em comum acordo. Cristian Stellini ficará interinamente no comando até o final da temporada.

“Temos dez jogos restantes no e lutamos por uma vaga na Liga dos Campeões”, disse o presidente do Tottenham Daniel Levy, ao comentar o fim do ciclo. “Todos nós precisamos nos unir. Todo mundo tem que se esforçar para garantir o melhor resultado possível para o nosso clube e nossos torcedores incríveis e leais”, completou.

O que se instaurou no Tottenham ao longo deste mês tornou insustentável a permanência de Conte. Criticado pela torcida pelo desempenho oscilante da equipe, ele foi questionado publicamente pelo atacante Richarlison após a eliminação do para o Milan nas oitavas de final da Liga dos Campeões.

Já insatisfeito por ter perdido espaço entre os titulares, o brasileiro questionou as decisões tomadas pelo italiano, que o colocou em campo apenas aos 25 minutos do segundo tempo da partida decisiva. “Eu vinha bem, de uma sequência boa. De repente, me colocou no banco. Perguntei o motivo, não falaram nada”, afirmou na ocasião. “Falta minuto, falta tempo. Essa temporada está sendo uma m… porque não tenho minutos. Sofri um pouco de lesão também, mas quando entro em campo dou minha vida “, concluiu.

Conte respondeu dizendo que não via a declaração com um ataque pessoal. “Ele disse ‘minha temporada está uma m…’, e ele está certo, está mesmo, porque a temporada dele não é boa, porque ele teve muitas lesões”, afirmou. “Ele começou bem e teve uma lesão, aí foi para a e teve outra lesão, séria. Voltou e ficou um mês fora. Não marcou nenhum gol conosco, só dois na Champions. Acho que ele foi muito honesto ao dizer que a temporada não é boa”, completou.

Menos de uma semana depois, o treinador entrou em rota de colisão com todo o elenco. Após a equipe abrir 3 a 1 no placar e sofrer o empate do Southampton em jogo pelo Campeonato Inglês, criticou os atletas. “O problema é que mostramos que não somos um time. Vejo 11 jogadores, vejo jogadores egoístas. Não vejo jogadores que querem ajudar, que jogam com o coração”.

Conte depreciou até mesmo Joseph Lewis, acionista majoritário do Tottenham. “Esta é a história do Tottenham. O dono está aqui há 20 anos e não ganhou nada. Por quê?”. Tais declarações pioraram uma atmosfera que já não era boa, em meio a uma série de apenas uma vitória em cinco jogos. Restam dez rodadas para o fim do Campeonato Inglês e o time londrino ocupa a quarta colocação, dentro da zona de classificação para a Liga dos Campeões, com 49 pontos, dois a mais que o quinto Newcastle.

No Tottenham desde o final 2021, Antonio Conte enfrentou problemas de saúde durante os seus últimos meses no clube. Fez uma operação para remover a vesícula e precisou ficar afastado dos treinamentos, mas voltou antes do tempo previsto pelos médicos, por isso teve de ser afastado uma segunda vez. Voltou definitivamente às vésperas do jogo decisivo com o Milan.