Mesmo jogando em casa, no estádio Independência, o América-MG não conseguiu evitar o rebaixamento antecipado no Brasileirão. Em jogo válido pela 33ª rodada, acabou derrotado no duelo direto contra o Coritiba, por 3 a 0, completando 11 jogos sem vencer e não tem mais chances matemáticas de se salvar da queda à Série B, em 2024.

O América-MG continua na lanterna com 21 pontos. O Vasco, primeiro time fora da zona de rebaixamento, tem 37 e só faltam 15 pontos em disputa nas últimas cinco rodadas. Já o Coritiba ganhou um respiro na briga contra a degola e com 26 pontos, segue na 19ª colocação. Mas para escapar, terá que fazer uma reta impecável, além de contar com tropeços dos seus concorrentes.

O clube mineiro estava na elite nacional desde 2021, quando subiu como vice-campeão da Série B em 2020. Na temporada 2021, acabou na oitava colocação e em 2022, foi décimo, tanto que neste ano disputou a Sul-Americana pelo seu bom desempenho no ano passado. Mas na década passada vinha de um sobe e desce entre a Série A e B. Disputou a elite em 2011, 2016, 2018, 2021, 2022 e 2023, no restante dos anos estava na segunda divisão.

Como não poderia ser diferente, por ser um duelo de desesperados, o primeiro tempo foi bastante movimentado, com as duas equipes indo para o ataque. Mas, o Coritiba foi mais objetivo e conseguiu construir uma boa vitória antes do intervalo. Abriu o placar aos 21 minutos, quando Robson recebeu com liberdade e cruzou na área. A bola desviou no meio do caminho e sobrou para Bruno Gomes, que de cabeça, mandou para o fundo do gol.

Melhor em campo, o Coritiba ampliou aos 34. Em um contra-ataque rápido, Natanael tocou para Slimani, que da entrada da área, ajeitou de cabeça para Marcelino Moreno, que chegou chutando e acertou o ângulo de Jori, que nada pôde fazer.

Na volta do intervalo, o América-MG até tentou reagir, mas levou um banho de água fria aos 23 minutos, quando tomou o terceiro gol. Depois de ter participado das jogadas dos primeiros gols, foi a vez de Robson deixar sua marca. Depois de boa jogada de Natanael, o camisa 30 chutou e no primeiro momento foi bloqueado Mas, no rebote, conseguiu dar um tapa rasteiro para superar o goleiro.

A melhor chance do América-MG fazer o gol de honra saiu aos 30 minutos. Depois de um cruzamento da direita, Wellington Paulista chegou cabeceando, mas a bola saiu tirando tinta da trave de Gabriel. Por isso, o duelo terminou mesmo com a vitória do Coritiba, por 3 a 0.

Os dois times voltam a campo no próximo final de semana para a disputa da 34ª rodada do Brasileirão. No sábado, o Coritiba irá receber o Cruzeiro, no Estádio Durival Brito, às 16h. No domingo, o América-MG o Vasco, em São Januário, às 18h30

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 0 X 3 CORITIBA

AMÉRICA-MG – Jori; Mateus Henrique (Daniel Borges), Ricardo Silva, Danilo Avelar e Marlon (Wellington Paulista); Emmanuel Martínez, Juninho, Breno (Adyson) e Benítez (Everaldo); Felipe Azevedo (Marcinho) e Mastriani. Técnico: Fabián Bustos.

CORITIBA – Gabriel; Natanael, Thalisson Gabriel, Henrique e Victor Luis (Jamerson); Sebastián Gómez (Matheus Bianqui), Andrey (Fransérgio) e Bruno Gomes; Marcelino Moreno (Garcez), Slimani (Diogo Oliveira) e Robson. Técnico: Thiago Kosloski.

GOLS – Bruno Gomes, aos 21 e Marcelino Moreno, aos 34 minutos, do primeiro tempo. Robson, aos 23 minutos, do segundo.

CARTÃO AMARELO – Sebastián Gómez (Coritiba).

ÁRBITRO – Marcelo de Lima Henrique (CE).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Saiba Mais