Abel Ferreira custou a abrir mão de seu esquema tático com dois alas pela direita e acabou arcando com queda do Palmeiras nas semifinais da Copa Libertadores. Contudo, a mudança tão cobrada pela torcida já dura 3 jogos e, curiosamente, a equipe somou somente derrotas.

Nesta sexta-feira (20), os titulares que participaram do revés diante do Atlético-MG, por 2 a 0 fizeram um trabalho regenerativo. Então, o treinador português aproveitou as atividades do dia para “observar” os reservas.

Domingo (22) o time o Coritiba, pelo Brasileirão. Sob pressão para desencantar e voltar ao G-4, na busca por vaga direta à de 2023, está em quinto lugar. Assim, ciente que precisa mexer no time, pela má fase e também com a suspensão de Endrick, Abel Ferreira realizou um coletivo em campo reduzido com dois tempos de 20 minutos.

Endrick e Kevin foram as escolhas contra Red Bull Bragantino, Santos e Atlético-MG. Apesar da molecada melhorar a ofensividade, os gols não saíram como o esperado. Para piorar, o jovem que já está negociado com o Real Madrid levou o terceiro amarelo e obrigará Abel a alterar o ataque e, quem sabe, até o sistema.

Artur e Luis Guilherme são opções de Abel

Ex-titular, mas também sofrendo com jejum de gols, Artur aparece como opção para formar o ataque com Kevin e Rony. Isso se Abel optar pela manutenção do esquema com três atacantes. Então, caso queira ter um meio mais forte, Luis Guilherme seria a opção.

A novidade na reapresentação do elenco nesta sexta-feira foi a presença do colombiano Richard Ríos. Ele chegou de madrugada na quinta-feira após rodada das Eliminatórias e acabou sendo desfalques contra os mineiros. O volante trabalhou normalmente e pode ser mais uma troca no Couto Pereira.

Com a má fase de Gabriel Menino, que vem sofrendo com as críticas da torcida desde a queda diante do Boca Juniors, o treinador também pode mexer na posição. Assim, Ríos surge como principal opção, mas o garoto Fabinho, que vem entrando em todos os jogos, corre por fora.

Saiba Mais