Com muitos jovens e cabeça na Libertadores, Corinthians é goleado pelo Fluminense

| 02/07/2022
- 18:11
Com muitos jovens e cabeça na Libertadores, Corinthians é goleado pelo Fluminense
A torcida pediu a entrada de Fred, que vai se despedir do futebol (Foto: assessoria/Fluminense)

O Corinthians pagou bem caro neste sábado pela opção de poupar jogadores para o jogo de terça-feira com o Boca Juniors pela Libertadores. Foi ao Maracanã e perdeu para o por 4 a 0 pela 15ª rodada do Brasileirão. O time, com vários atletas jovens, foi totalmente dominado na primeira etapa, e embora tenha melhorado um pouco na segunda - quando alguns jogadores experientes entraram -, sofreu uma derrota sem contestação. O Alvinegro permanece com 26 pontos e o Tricolor carioca chegou a 24.

Mesmo com o time bastante mexido, com vários jovens jogadores com pouca experiência na equipe de cima, a exemplo de Robert Renan, Guilherme Biro e Giovane, o Corinthians tentou mostrar que não seria intimidado no Maracanã. Nos primeiros minutos, procurou para o jogo. E acabou tendo a primeira chance de gol.

A oportunidade apareceu quando Martinelli errou um passe, Giovane ganhou e lançou Guilherme Biro. Manoel cortou o chute e no rebote Júnior Moraes bateu da entrada da área para grande defesa de Fábio, evitando o gol, aos 3 minutos.

Logo, porém, o Fluminense passou a se impor. Com seu jogo de aproximação, passes curtos e boa movimentação, tomou conta da partida. Perdeu chances com Martinelli (boa defesa de Cássio) e Cano, e chegou ao primeiro gol aos 15 minutos, com Manoel, que subiu livre para cabecear, após escanteio cobrado por Arias.

O time carioca manteve o domínio. O Corinthians tentava articular jogadas pelo lado esquerdo, com Giovane e Lucas Piton, que jogava mais adiantado. Mas apesar da dedicação, não levava perigo real contra o gol de Fábio.

A sorte do Corinthians é que em boa parte da etapa o toque de bola tricolor era marcado por lentidão. Com isso, a defesa conseguia se recompor e bloquear. Quando o Flu colocava mais rapidez, expunha mais o Corinthians ao perigo.

Outra falha corintiana era observada nas bolas altas sobre sua área. Robert Renan, Robson Bambu e até Bruno Mendez tinha dificuldades de ganhar as disputas.

E foi assim que o Flu chegou ao segundo gol. Arias levantou a bola e cobrança de falta e Cano, de novo livre, cabeceou para fazer seu 24º gol na temporada. Ao Corinthians restou reclamar um lateral que seria a seu favor no lance que precedeu a falta, e que a arbitragem inverteu.

Na etapa final, o Corinthians melhorou a marcação, passou a neutralizar o Flu e Vítor Pereira percebeu que o time poderia tentar ao menos passar a incomodar o adversário, algo que praticamente não acontecera na etapa inicial. Assim, com 12 minutos ele colocou Guiliano e Róger Guedes em campo - Fábio Santos e Mantuan já haviam entrado.

A partir daí, a equipe paulista melhorou. Passou a ter mais a bola e a aproveitar os espaços dados pelo Fluminense, que recuou Tinha, porém, dificuldade de chegar ao gol de Fábio. Uma cabeçada de Bruno Melo por cima após escanteio, foi a primeira boa chance corintiana na etapa, aos 20 minutos.

Era nítida a melhora do Corinthians, mas a desvantagem o obrigava a se expor. E veio o castigo, com o terceiro gol do Fluminense, numa jogada típica dos times de Fernando Diniz. Em bola saída de pé em pé desde a defesa, Matheus Martins inverteu a bola para Samuel Xavier na direita. O lateral foi ao fundo e cruzou rasteiro para Cano emendar de primeira.

O jogo estava mais do que decidido. O Corinthians se apagou de vez e o Fluminense esteve perto de ampliar. Aí, a torcida pediu a entrada de Fred, que vai se despedir do futebol no próximo contra o Ceará. Fernando Diniz atendeu e o artilheiro recompensou com o grande momento da partida: marcou aos 45 minutos o quarto gol, seu 199º com a camisa do Tricolor, chorou de emoção e fez a torcida explodir de alegria.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE: Fábio; Samuel Xavier, Nino, Manoel e Caio Paulista (Pineida); André, Martinelli e Ganso (Alexandre Jesus); Matheus Martins (Willian), Cano (Fred) e Arias (Felipe Melo). Técnico: Fernando Diniz.

CORINTHIANS: Cássio; Bruno Mendez (Mantuan), Robson Bambu, Robert Renan e Bruno Melo; Cantillo (Giuliano), Xavier, Guilherme Biro (Adson), Giovane e Lucas Piton (Fábio Santos); Júnior Moraes (Róger Guedes). Técnico: Vítor Pereira.

GOLS - Manoel, aos 15, e Cano, aos 41 minutos do primeiro tempo; Cano, aos 25, e Fred, aos 45 do segundo.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (GO).

CARTÕES AMARELOS - Guilherme Biro, Júnior Moraes e Robert Renan (Corinthians).

PÚBLICO - 44.782 (41.911 pagantes).

RENDA - R$ 1.293.817,50.

LOCAL - Maracanã.

Veja também

A Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul) oferece 1.215 vagas de emprego...

Últimas notícias