Em um jogo envolto em muita tensão, a seleção brasileira masculina de basquete conseguiu bater a República Dominicana, nesta quinta-feira, no Recife, pelas quartas de fina da . O Brasil não fez uma boa apresentação e flertou com a eliminação. O quarto final e o destempero dos dominicanos favoreceu os donos da casa, que conquistaram a vitória, por 80 a 68, e agora pegam o Canadá na semifinal.

A seleção brasileira começou o primeiro quarto de maneira arrasadora, abrindo distância no placar para os dominicanos. O técnico adversário se viu obrigado a pedir tempo para corrigir sua equipe. A conversa deu certo, e a República Dominicana buscou o empate e a virada, finalizando o período inaugural em 20 a 18.

No segundo quarto, o Brasil mostrou novas falhas no ataque e viu os dominicanos abrirem frente. Depois, os comandados de Gustavinho conseguiram reagir e encurtar a distância no placar: 34 a 37. O período ficou marcado por uma confusão entre o dominicano Feliz e o brasileiro Yago, que precisaram ser separados pelos companheiros.

A seleção brasileira seguiu com diversos problemas. Medo de arriscar penalizava o Brasil. Foram muitas tentativas frustradas de penetrar o garrafão mesmo com muita marcação. Delgado, um dos destaques da República Dominicana, perdeu a cabeça e foi expulso após a marcação de duas faltas técnicas seguidas. O destempero emocional dominicano potencializou o desempenho brasileiro. O terceiro quarto terminou empatado em 55 a 55.

A tensão tomou conta dos atletas e torcedores do Geraldão no último período do jogo. As seleções batalharam ponto a ponto. Os brasileiros pecaram na tentativa de jogadas plásticas. Nem mesmo Huertas estava em um bom dia, atrasando contragolpes. Mas apareceu no momento certo e ajudou na vitória. O dominicano Feliz foi expulso pela soma de falta técnica e outra antidesportiva. Nos minutos finais, o Brasil passeou e volta à semifinal da Copa América após 11 anos.

“A gente teve uma defesa forte e esperamos o momento para que nosso aproveitamento em bolas de três aumentasse. Sei bem meu papel na seleção e me entreguei 100% pelo grupo”, disse Georginho. “Muito difícil manter regularidade no basquete, principalmente na seleção. Demora para entrosar e ganhar confiança um no outro. Contra o Canadá, temos de seguir nossas regras ofensivas e defensivas. Coração deve falar mais alto”, apontou Leo Meindl.

O Brasil volta à quadra no sábado para enfrentar o Canadá pela semifinal. As equipes já se enfrentaram na abertura do torneio, com vitória brasileira por 72 a 63.

OUTROS JOGOS

Abrindo a fase quartas de final, o Canadá eliminou o México, com vitória por 82 a 77. No outro lado da chave, a semifinal reserva x Argentina. Os nossos vizinhos ganharam da por 76 a 53, enquanto os norte-americanos despacharam Porto Rico por uma diferença mínima: 85 a 84.