O América-MG manteve o seu bom momento no Campeonato Brasileiro. O time mineiro venceu o Cuiabá por 2 a 1, neste sábado, no Independência, e chegou aos 14 pontos, brigando na parte de cima da tabela. A equipe mato-grossense, por sua vez, está na zona de rebaixamento, com apenas oito pontos. A partida foi acompanhada pelo português António Oliveira, recém contratado pelo Cuiabá para ser o treinador na sequência da temporada.

O duelo começou com um lance inusitado. O árbitro Raphael Claus sentiu a panturrilha aos 19 minutos e teve que ser atendido pelo departamento médico do América-MG. Após o rápido tratamento, o representante do Brasil na Copa do Mundo do Catar foi liberado para continuar no comando do jogo.

O América soube se aproveitar da paralisação. Aos 25 minutos o meio-campista Alê, de cabeça, abriu o placar, 1 a 0. Em vantagem, os donos da casa optaram por recuar um pouco mais as linhas. Isso atraiu o Cuiabá que passou a jogar mais no campo de ataque. O empate aconteceu aos 41 minutos. O atacante André chutou forte, de fora da área, e fez um golaço para o Cuiabá, 1 a 1.

No segundo tempo o América voltou disposto a buscar o segundo gol. A ofensividade nos primeiros minutos deu certo. Sete minutos e Felipe Azevedo de cabeça, recolocou o América a frente, 2 a 1. Foi o quarto gol do atacante na temporada.

O Cuiabá respondeu aos 13 minutos. Valdívia ajeitou para Rafael Gava. O meio-campista deu um chute à queima roupa e Jaílson fez uma defesa incrível.

O Cuiabá chegou com mais efetividade na reta final do jogo. Marlon chutou da entrada da área e a bola passou raspando a trave mineira. No fim, com 41 minutos, o goleiro Jaílson quase compromete os planos do América. Ele quis driblar o atacante André Luís e perdeu a bola. Por pouco não saiu o gol de empate do Cuiabá. Seria um castigo ao melhor futebol americano.

O América volta a jogar na próxima quarta-feira, novamente em casa, contra o Ceará. O Cuiabá joga na terça, contra o Corinthians na Arena Pantanal no Mato Grosso. Ambos pela 10.ª rodada.