A última rodada do campeonato estadual sub-17, realizada neste sábado (23) no estádio Jacques da Luz, em Campo Grande, foi marcada por agressão e indignação. O massagista do Novoperário, Edson Serra, agrediu o árbitro da partida, Rosalino Francisco Sanka, e violência foi filmada.

As câmeras da TVFFMS, que transmitiam o jogo ao vivo, flagraram a agressão, possibilitando que as imagens sirvam como prova e material de análise pela Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), segundo o segundo o vice-presidente Marco Tavares. Após analisada, a gravação será utilizada para que as devidas punições sejam aplicadas ao massagista.

Ao profissional, foi orientado que registre boletim de ocorrência por agressão para que o caso seja investigado e, após, julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD). A diretoria do Novoperário terá de explicar o acontecido e poderá, em defesa, reverter a punição do profissional contratado.

A diretoria do clube divulgou comunicado onde lamenta a agressão e afirma se orientar pelo fundamento de que “seus dirigentes têm que se cercar de colaboradores equilibrados, pessoas como essa devem ser banidas do nosso convívio”.