Descobridor de talentos para o futebol, morreu aos 91 anos de idade

O desportista Rui Ferreira, que também era conhecido como Ribeiro Júnior, morreu na tarde da última quarta-feira (30) de falência múltipla dos órgãos, aos 91 anos de idade.

Relojoeiro e ourives de profissão, nas décadas de 1960 e 1970, atuou como “cartola” no futebol amador da cidade, realizando eventos de futebol como o torneio “metro e meio”, disputado todos os anos no dia das mães, no campo do Taveirópolis- Estádio Elias Gadia.

Rui, que também foi comentarista esportivo, sempre acompanhou o surgimento de novos valores para o futebol de . sendo um dos fundadores do Corintinhas, que foi um dos destaques das categorias de base na cidade, no futebol amador.

Dentre as revelações de Rui Ferreira, estão Paulinho Batistoti, que atuou por algumas temporadas no Santos Futebol Clube e ainda Muller, que passou pelo Operário, destacou-se no São Paulo e defendeu vários clubes do México, onde até hoje é reverenciado como um dos grandes jogadores que atuaram no país.

O sepultamento acontecerá nesta quinta-feira, no cemitério Parque das Primaveras, às 9h30.