Esportes

Santos aumenta sina do São Paulo e avança à 7ª final seguida

Na Vila, Santos dominou São Paulo e só levou pressão nos minutos finais

Midiamax Publicado em 19/04/2015, às 23h31

None
09santos.jpg

Na Vila, Santos dominou São Paulo e só levou pressão nos minutos finais

É Campeonato Paulista? Tem Santos na final. Na noite deste domingo, o time alvinegro encarou o São Paulo e, pela quarta vez em seis anos, eliminou o rival, que não vence a competição desde 2005, em uma semifinal do torneio estadual. A vitória de 2015, por 2 a 1, veio com domínio do Santos e pressão são-paulina apenas nos dez minutos finais. A partir do fim de semana que vem, a equipe santista decide com o Palmeiras o Estadual – será a sétima final consecutiva do time da Baixada Santista. 

O clube da Vila Belmiro não só aumentou a sina do São Paulo no próprio Paulista quanto a em clássicos no ano: em cinco jogos, o time agora comandado por Milton Cruz não venceu nenhum. Pior: fez apenas um gol, justamente o deste domingo. Na próxima quarta, tem “decisão” contra o Corinthians , no Morumbi, pela Libertadores , em que uma vitória garante a vaga.

O equilíbrio marcou o primeiro tempo do clássico na semifinal. Com a posse de bola dividida, o Santos dava as pontadas mais perigosas com trabalho para Rogério Ceni, mas viu o São Paulo manter o duelo sob controle. Até, no entanto, uma jogada individual de Geuvânio, que partiu do campo de defesa após o ataque tricolor perder bola e, sem ser parado, abriu o placar.

Com Luís Fabiano na vaga de Paulo Miranda, Milton Cruz tentou ousar para conseguir a classificação. Apesar de o São Paulo ter mais a bola no pé nos primeiros momentos, o Santos continuava com o frio domínio do jogo. Quem se destacava era o ótimo Lucas Lima, com dribles e lançamentos precisos.

Ricardo Oliveira saiu duas vezes na cara de Ceni, mas perdeu ambas, com uma na trave. Na terceira, não teve jeito: cara a cara com Rogério, Chiquinho tocou de lado e o artilheiro só empurrou para o gol. O time da Vila Belmiro diminuiu o ritmo no fim e ainda levou gol de Luís Fabiano, impedido.

Jornal Midiamax