Cotidiano / Emprego & Concurso

Candidatos reclamam de taxa de R$ 340 em concurso da Polícia Civil de MS

Concurso tem 236 vagas e salários de até R$ 17 mil

Mylena Rocha Publicado em 26/10/2021, às 12h40

Interessados reclamam do preço da taxa.
Interessados reclamam do preço da taxa. - Ilustrativa/Pixabay

O concurso da Polícia Civil teve o edital publicado nesta terça-feira (26), com 236 vagas e salários que chegam a R$ 17 mil. O certame chama a atenção pelos salários, mas também há críticas dos candidatos por conta do valor da taxa de inscrição. Para participar do concurso, o candidato deve desembolsar R$ 340. 

Os leitores do Midiamax têm reclamado do valor da taxa de inscrição. Outra queixa é que o valor é um só, independente do cargo pretendido pelo candidato. Candidatos apontam que, geralmente, os valores da taxa de inscrição aumentam conforme a remuneração do cargo. 

“Precisava ser tão caro o valor da inscrição?”, questionou um interessado. Um outro candidato também reclamou: “Para se inscrever, paga-se primeiro o salário do cargo”, brincou. “Taxa de inscrição de valor abusivo e surreal! A mais alta do país para concursos na área policial”, comentou outro na página da Polícia Civil nas redes sociais.

Há outros concursos para Polícia Civil com inscrições abertas no país. Para o concurso da polícia de Minas Gerais, as taxas de inscrição são de R$ 90 para investigador, R$ 120 para perito criminal, R$ 160 para médico legista e R$ 210 para o cargo de delegado. Para a Polícia Civil do Rio de Janeiro, a taxa é de R$ 150 para inspetor e R$ 200 para peritos, por exemplo. 

A taxa de inscrição para o concurso da Polícia Civil também supera as taxas de outros certames abertos em Mato Grosso do Sul. O concurso para a DPE-MS (Defensoria Pública do Mato Grosso do Sul) tem salários de até R$ 28 mil, com taxa de R$ 250. O concurso do TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) para o cargo de juiz federal substituto tem salários de R$ 32 mil, com taxa de R$ 220. 

É importante citar que o edital cita que a taxa de inscrição corresponde a 8 UFERMS (Unidade Fiscal Estadual de Referência de Mato Grosso do Sul), conforme estabelecido pela lei estadual. Após reclamações dos candidatos, a reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização) e foi informada que a taxa de inscrição são definidas conforme a escolaridade e não pelos cargos ofertados. Confira a nota na íntegra:

"A Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD) informa que o valor da taxa de inscrição para os Concursos Públicos no Estado de Mato Grosso do Sul é estabelecido pela Lei Estadual n. 1.810, de 22 de dezembro de 1997, que especifica o valor de 8 (oito) Uferms (Unidades Fiscal Estadual de Referência de Mato Grosso do Sul), para os concursos públicos que têm como exigência a escolaridade de Nível Superior.

Reforçamos que os valores não são estabelecidos pela diferenciação dos cargos, mas sim, por escolaridade. Oportuno mencionar que a aplicação da cobrança em todos os concursos do Estado se dá desde o início da vigência da lei, ou seja, desde 1997. A título de informação, frisamos que a mesma forma de cobrança se aplica ao concurso da PGE-MS, lançado recentemente", disse em nota.

Organizadora do concurso

A SAD publicou nesta semana o contrato de R$ 3.027.780 para realizar concursos. A contratada é a Fapec, que deverá executar serviços de organização, planejamento e execução dos concursos para cargos das categorias funcionais de Perito Papiloscopista, de Agente de Polícia Científica, de Perito Oficial Forense, nas funções de Perito Criminal e de Perito Médico-Legista, e de Delegado de Polícia. Conforme a publicação, o contrato tem vigência de 12 meses.

Salários de até R$ 17 mil

Ao todo, são 236 vagas e os salários chegam a R$ 17 mil. Conforme edital, são 42 vagas para Perito Papiloscopista, 36 para Agente de Polícia Científica, 75 para Perito Oficial Forense (Perito Criminal), 53 para Perito Oficial Forense (Perito Médico-Legista) e 30 para Delegado de Polícia. 

As inscrições começam às 10 horas desta terça-feira (26) e seguem até o dia 18 de novembro. Para participar, o candidato deve acessar o site da Fapec, organizadora do certame. O valor da taxa de inscrição é de R$ 340,48.

A prova escrita para funções de Delegado de Polícia e Perito Oficial Forense (Perito Criminal e Médico Legista) está prevista para o dia 4 de dezembro. Já a prova para as funções de Agente de Polícia Científica e Perito Papiloscopista acontece no dia 12 de dezembro. As provas acontecem em Campo Grande e os locais serão divulgados. 

Confira o edital aqui. 

*Matéria atualizada às 15h40 para acréscimo de informação

Jornal Midiamax