Cotidiano / Emprego & Concurso

Comércio espera abrir 2 mil empregos temporários neste fim de ano

Número representa 5% do efetivo 

Clayton Neves Publicado em 17/11/2016, às 19h29

None
carteira.jpg

Número representa 5% do efetivo 

Cerca de 2 mil empregos temporários devem ser abertos neste fim de ano em todas os setores do comércio de Campo Grande. Pelo menos é o que prevê o Seccg (Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande). Embora pareça expressivo, o número representa apenas 5% do efetivo de 40 mil trabalhadores que prestam serviço nos shoppings, comércio central e periferia da Capital.

De acordo com o presidente do sindicato, Idelmar da Mota Lima, em tempos onde a crise econômica no Brasil não estava tão acentuada, a Capital contratava cerca de 10% do efetivo. Não fosse a crise, a estimativa de hoje estaria na casa dos 4 mil trabalhadores.

Embora o atual cenário econômico não seja o mais favorável, o Seccg se diz otimista com a situação do mercado local, já que comerciantes e empregados têm se mostrado entusiasmados com relação às vendas de fim de ano.

Pesquisa divulgada pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) aponta que somado ao servidores do governo do Estado, o décimo terceiro salário de todos os sul-mato-grossenses poderá movimentar R$ 2,35 bilhões, o que representa um incremento de 18,8% em relação a 2015 (R$ 372,272 milhões a mais).

Jornal Midiamax