Em 2020, os valores que seriam usados no pagamento do Abono Salarial, ou PIS/PASEP, foram repassados para o BEm (Benefício Emergencial) e, por isso, em 2023, recebem o abono aquele que trabalharam em 2021, mas deveriam ter recebido em 2022.

Tradicionalmente, o benefício é pago no ano seguinte ao ano trabalhado, mas houve o atraso nos depósitos em 2020. Essas reformulações emergenciais podem confundir, então, é importante conferir o benefício. A consulta vai estar disponível a partir de 5 de fevereiro.

Quem tem dúvidas quanto ao recebimento pode fazer a consulta nos canais online e também descobrir o saldo disponível para o saque. A distribuição dos valores começam a valer a partir de fevereiro e a previsão é que até julho de 2023 todos os grupos sejam contemplados.

Como fazer a consulta do PIS/PASEP?

Pessoas que trabalharam em 2021, com carteira assinada, e receberam até 2 salários mínimos mensalmente podem fazer a consulta do PIS/PASEP. Tanto para os funcionários públicos como para os que atuam da iniciativa privada, o canal de consulta é o mesmo.

Confira:

  • Primeiro acesse o aplicativo Carteira de Trabalho Digital e faça login;
  • Depois aperte na opção “Benefícios”;
carteira de trabalho
Aplicativo da Carteira de Trabalho (Foto: Jornal Midiamax)
  • Selecione “Abono salarial”
  • Agora, filtre a busca pelo ano base, no caso 2021;
aplicativo
Aplicativo da Carteira de Trabalho (Foto: Jornal Midiamax)

Como sacar o valor?

Caso descubra que tem direito ao benefício depois de fazer a consulta do PIS/PASEP, o trabalhador pode fazer o saque do dinheiro.

No caso do PIS, para funcionários públicos, o valor pode ser sacado nas agências da Caixa Econômica Federal, em casas lotéricas e no Aplicativo Caixa Tem. Para o PASEP, dos funcionários públicos, o que saque pode ser feito nas agências da Caixa, nos Correios e movimentado no Internet Banking.