No terceiro trimestre de 2023, o rendimento médio do trabalhador de somou R$ 3,315 mil por mês, considerando todas as fontes de renda. O Estado tem o 5º maior rendimento médio entre os estados, considerando o trabalho principal, com remuneração média de R$ 3,2 mil.

Os dados são da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Considerando a renda principal, os servidores públicos têm a maior média salarial, de R$ 5,1 mil mês. Os trabalhadores do setor privado com carteira assinada e aqueles que trabalham por conta própria têm média salarial de R$ 2,7 mil.

Trabalhadores do setor privado sem carteira assinada apresentam média salarial de R$ 2 mil e trabalhadores domésticos a menor média salarial, de R$ 1,2 mil. Já empregadores têm a maior média salarial entre as classes de trabalhadores, com R$ 8,7 mil.

Mato Grosso do Sul tem 2,24 milhões de pessoas em de trabalhar, destas 1,5 milhão estavam na força de trabalho no terceiro trimestre do ano. Conforme o IBGE, 1,4 milhão estavam ocupadas e 60 mil desocupadas.

Número de empregadores cresceu 39% em MS

Os dados do IBGE mostram ainda que no terceiro trimestre do ano, a população ocupada como empregador era de 92 mil em Mato Grosso do Sul. Aumento de 11,3% em relação ao trimestre imediatamente anterior e de 39,8% em relação ao mesmo trimestre de 2022 (66 mil).

A população ocupada trabalhando por conta própria no 3º trimestre de 2023 era de 295 mil, queda (-10,2%) relação ao trimestre imediatamente anterior (329 mil) e de -3,7% em relação ao mesmo trimestre de 2022 (306 mil).

Em relação às pessoas ocupadas como empregadores e por conta própria, apenas 168 mil possuíam empreendimentos registrados no CNPJ. No 3º trimestre de 2023, o maior índice percentual de trabalhadores com CNPJ pertencia aos ocupados como empregadores, visto que 83,7% deles possuíam o cadastro (77 mil).

Na contramão, apenas 30,8% dos trabalhadores por conta própria possuíam CNPJ em MS (91 mil).

Confira a renda média mensal de trabalhadores de MS por segmento de atuação

Agricultura, pecuária, produção florestal, e aquiculturaR$ 4.015,00
Indústria geralR$ 2.691,00
ConstruçãoR$ 2.757,00
Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletasR$ 3.062,00
Transporte, armazenagem e correioR$ 2.906,00
Alojamento e alimentaçãoR$ 2.222,00
Informação, comunicação, imobiliárias, profissionais e administrativasR$ 3.695,00
Administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde e serviços sociaisR$ 4.496,00
Outro serviçoR$ 2.192,00
Serviço domésticoR$ 1.213,00

Saiba Mais