Campo Grande está na sexta posição entre as capitais brasileiras que mais geraram empregos no mês de fevereiro. De acordo com o Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgado na quarta-feira (29), a Capital de Mato Grosso do Sul abriu 1.246 novos postos de trabalho formais no mês passado. 

O superávit é resultado de 11.642 contratações e 10.396 desligamentos. Em janeiro, Campo Grande abriu apenas 153 novas vagas. Assim, a cidade tem 1.399 novas pessoas ocupadas em 2023.

Em Campo Grande, o estoque de empregos formais está em 222.632 pessoas com carteira assinada.

A desocupação da Capital é de 3,1%, taxa abaixo do índice do Brasil e do Mato Grosso do Sul, de acordo com a última PNAD Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios).

O setor de serviços criou 791 novas vagas de trabalho, o que o coloca no topo da lista dos cinco grandes grupos que geraram contratações. A Indústria vem em seguida, com 247 postos de trabalho. 

Construção foi o setor que, proporcionalmente, mais ampliou o contingente total de trabalhadores, com alta de 1,38% e 174 vagas criadas. Agropecuária, com 26 e com 8, vieram em sequência.

Brasil

De acordo com o Novo , o Brasil gerou 241,7 mil novas vagas de emprego em fevereiro deste ano, enquanto o médio de admissão ficou em R$ 1.978,12.

O estoque de empregos formais no mês passado totalizou 42,7 milhões de pessoas com carteira assinada.

Saiba Mais