A terceira alta consecutiva trimestral do (Produto Interno Bruto) renovou o patamar recorde da série histórica, segundo o resultado das Contas Nacionais do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), divulgado nesta terça-feira (5). Segundo o levantamento, a economia brasileira está operando 7,2% acima do nível pré-pandemia, do 4º trimestre de 2019.

Na passagem do segundo para o terceiro trimestre de 2023, o PIB cresceu 0,1%. Houve recuo de 3,3% no PIB agropecuário no terceiro trimestre, na margem, enquanto a avançou 0,6% e os serviços também cresceram 0,6%. Já na comparação com o terceiro trimestre de 2022, o PIB agro cresceu 8,8%, enquanto a indústria subiu 1,0% e os serviços avançaram 1,8%, na mesma base de comparação.

A alta interanual do PIB da agropecuária foi puxada pelas safras de milho, cana-de-açúcar, algodão e café. Também houve, segundo o IBGE, contribuição positiva da pecuária.

A alta interanual da Indústria foi puxada pela elevação de 7,3% na abertura de Eletricidade e gás, água e esgoto. O movimento, segundo o IBGE, foi puxado pelo maior consumo de eletricidade, principalmente a residencial, devido a tarifas com bandeira verde.

Com informações da Agência Estado

Saiba Mais