O (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) reajustou o valor mensal pago para estudantes bolsistas da área da pesquisa. No total, 226 estudantes serão beneficiados pelo dos valores, sendo 144 bolsistas via programa institucional e 82 do CNPq.

A decisão foi oficializada por meio das retificações, publicadas neste mês, dos editais das respectivas seleções de 2022. De acordo com a universidade, a medida é consequência do reajuste concedido pelo Governo Federal nas bolsas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

O reajuste anunciado pelo IFMS é de 75% para a iniciação científica e de 200% para a iniciação científica junior. Desta forma, as bolsas de ensino médio (Pibic-EM) terão o valor aumentado de R$ 100 para R$ 300 mensais e as bolsas ensino superior (Pibic, Pibic-AF e Pibiti) terão o valor aumenta de R$ 400 para R$ 700 por mês.

Segundo a pró-reitora de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação, Roselene Oliveira, os novos valores serão repassados aos estudantes a partir do mês que vem.

“O IFMS irá pagar as bolsas com valores reajustados a partir de abril, e também pagará a diferença retroativa dos valores de fevereiro e março. As bolsas de iniciação científica têm um papel muito importante para o avanço da pesquisa na instituição, além de contribuir com a permanência e êxito dos estudantes”, aponta.

A pró-reitora ressalta que o aumento não é exclusivo aos bolsistas do CNPq. O IFMS também irá pagar os mesmos valores para os estudantes que recebem via fomento institucional, utilizando recursos do orçamento discricionário da reitoria.