Mais de 2 mil toneladas de produtos da Agricultura Familiar de Mato Grosso do Sul foram comercializados na Ceasa/MS (Central de Abastecimento de Mato Grosso do Sul) em 2022. O número está em expansão.

De acordo com a Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), das aproximadamente 2.400 toneladas de alimentos, os principais são abóbora (80%), alface (50%), mandioca (45%), banana (35%), couve (30%), quiabo (29%), jiló (25%), cebolinha (23%), pepino (20%), limão (18%), agrião (15%), rabanete (15%) e maxixe (12%).

Gerente de desenvolvimento agrário da Agraer, Izabel Cristina Pereira, explica que as vendas têm aumentado gradativamente nos últimos anos, resultado dos investimentos em infraestrutura para acomodar exclusivamente os agricultores familiares no local.

“Atualmente nós temos 50 produtores e duas cooperativas – Cooplaf (Cooperativa Agrícola Mista de Pecuária Leiteira e de Corte e da Agricultura Familiar) e Comproja (Cooperativa Mista dos Produtores de Leite de Jaraguari e Região) – comercializando sua produção no Cecaf”, conta.

O espaço tem sido mais utilizado por produtores próximos da capital, das cidades de Sidrolândia, Nova Alvorada do Sul, Jaraguari, Terenos, Campo Grande, Rochedo, Ribas do Rio Pardo e Dois Irmãos do Buriti.

Produtores interessados em vender seus itens na Ceasa/MS, podem se cadastrar no escritório da Agraer mais próximo.