Entre o fim de novembro e dezembro, 1.126 milhão de trabalhadores de vão receber o décimo terceiro este ano. O montante vai somar R$ 3,77 bilhões que serão injetados na economia estadual, valor 19% maior que no ano passado.

O levantamento é do Dieese/MS (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) e foi divulgado nesta quinta-feira (9). A diferença do montante de 2022 e 2023 soma R$ 592 milhões e 46,5 mil pessoas.

O total do décimo terceiro dos trabalhadores representa 2,2% do PIB (Produto Interno Bruto) de Mato Grosso do Sul. O Dieese/MS ainda estima que cada trabalhador deva receber valor médio de R$ 2,9 mil.

Dos mais de 1 milhão de beneficiados, 70% ou 793 mil pessoas são trabalhadores do mercado formal, que juntos vão receber R$ 2,8 bilhões. A média do 13º desses trabalhadores é de R$ 3,5 mil.

Empregados domésticos com carteira assinada representam apenas 1,9% dos trabalhadores formais, sendo 21 mil trabalhadores em números absolutos. E 29,5% dos beneficiados com o 13º são aposentados e pensionistas, que somam 332 mil trabalhadores em Mato Grosso do Sul.

No país, 87 milhões de trabalhadores vão receber o 13º

Segundo estimativa do Dieese, em todo o país 87,7 milhões de trabalhadores vão receber o décimo terceiro este ano, que soma R$ 291 bilhões. Este montante representa aproximadamente 2,7% do PIB (Produto Interno Bruto) do país e será pago aos trabalhadores do mercado formal, inclusive aos empregados domésticos; aos beneficiários da e aposentados e beneficiários de pensão da União e dos estados e municípios.

Dos cerca de 87,7 milhões de brasileiros que devem ser beneficiados com o pagamento do 13º salário, 53,8 milhões, ou 69,2% do total, são trabalhadores do mercado formal, entre eles, os empregados domésticos com carteira de trabalho assinada, que somam 1,5 milhão, equivalendo a 1,7% do conjunto de beneficiários.

Os aposentados ou pensionistas da Previdência Social (INSS) correspondem a 32,8 milhões, ou 37,5% do total. Além desses, quase 1 milhão de pessoas (ou 1,2% do total) são aposentadas e beneficiárias de pensão da União (Regime Próprio). Há ainda um grupo constituído por aposentados e pensionistas dos estados e municípios (regimes próprios) que vai receber o 13º e que não pode ser quantificado.

Saiba Mais