Levantamento feito pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da MS (IPF-MS) e Sebrae MS aponta que o período de Páscoa deve injetar mais de R$ 90 milhões na economia de . Segundo pesquisa, valor condiz com as compras de presentes, como , até itens para servir no almoço de domingo, como peixes. Assim, o comércio da Capital tem grandes expectativas durante a época festiva.

Dessa forma, os campo-grandenses devem gastar uma média de R$ 42.252,486 com os presentes e R$ 48.672,148 com as comemorações. Segundo estudos, o gasto médio com presentes deve girar em torno de R$ 150,11, enquanto o gasto médio com comemorações é de R$ 175,22.

A produtora de ovos caseiros Jéssica Nayara, da Dulce Morena Doces, está esperançosa com as vendas. “A Páscoa é uma das datas em que as docerias mais vendem. As encomendas estão ótimas tanto para lembrancinhas quanto para os demais produtos como ovos de Páscoa tradicionais e os trufados”, diz.

Para o secretário municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e , Adelaido Vila, a celebração é uma das datas mais importantes para quem deseja empreender.

“A Páscoa é uma das datas mais importantes do varejo, é momento de confraternização para a família e troca de presentes”, ressalta.

Oficina de Ovos de Páscoa

Campo Grande também teve a oficina Ovos de Páscoa no Todos em Ação. Curso foi destinado para pessoas que procuram empreender nesta época. Moradora do Bairro Vespasiano Martins, Patrícia Matos da Silva foi uma das participantes e alega que vai melhorar o seu negócio, focado na confecção de cesta de café da manhã.

Muita gente também tem se antecipado para conquistar clientes. É o caso da Fernanda Alves, dona da empresa Cheiro de Doce.

“A gente trabalha desde a pré-Páscoa vendendo ovos e kits de degustação de vários sabores e a procura está grande, acredito que a tendência é aumentar neste fim de mês até o dia 10 de abril”, conclui.

Pesquisa

Segundo dados do levantamento em Campo Grande, 59,38% dos entrevistados disseram que vão presentear a família e 58,59% vão comemorar a festividade.

Para 34,94% dos que vão comemorar não pode faltar peixe, 16,53% carne pro churrasco, 13,30% cerveja, 11,90% chipa e sopa paraguaia, 9,13% doces. Verduras, vinho, colomba pascoal e outros foram citados por 14,19% dos entrevistados.