O custo da em teve alta de 12,2% em 2022. Em números absolutos, ao longo dos 12 meses do ano o custo por m² subiu R$ 220,94. Os números são do Sinapi (Sistema Nacional de de Custos e Índices da Construção Civil), divulgado nesta terça-feira (10) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em janeiro de 2022, o sul-mato-grossense precisava desembolsar R$ 1.501,78 pelo m² da construção civil. Mas em dezembro o preço por m² chegou a R$ 1.673,61, segundo os dados do IBGE.

O aumento anual de 12,2% no Estado está acima da média nacional, que fechou 2022 em 10,9%, com custo por m² em R$ 1.679,25. Na região Centro-Oeste, o aumento foi ainda maior, somando 14,6%.

Com reajuste observado nas categorias profissionais e alta na parcela dos materiais, o Piauí ficou com a maior taxa para dezembro (2,64%). No acumulado do ano, Mato Grosso foi o estado com a maior taxa, 20,52%, registrando, também, a maior taxa no acumulado da parcela dos materiais, 22,39%.