Cotidiano / Economia

Gás de cozinha já custa mais de R$ 100 em alguns bairros de Campo Grande

Menor preço, R$ 79,80, é comercializado no Guanandi

Fábio Oruê Publicado em 29/06/2021, às 12h22

Pesquisa foi realizada em 19 distribuidoras
Pesquisa foi realizada em 19 distribuidoras - Foto: Divulgação

O Procon (Superintendência de Orientação e Defesa do Consumidor) de Campo Grande encontrou uma variação de até 28% no preço do gás de cozinha na Capital. A pesquisa foi realizada em 19 distribuidoras nas sete regiões da cidade.

De acordo com a pesquisa, nos últimos 12 meses, o gás de cozinha teve aumento de 27,50 %, quase cinco vezes mais que a inflação em um ano. O aumento é impulsionado, principalmente, pela valorização do petróleo no mercado internacional e desvalorização do Real.

O botijão de 13 kg foi encontrado a R$ 102 nos bairros Monte Castelo e Vila Gomes. Já o menor preço, R$ 79,80, é comercializado no Guanandi.

Embora seja controlado pelas refinarias, o preço do gás de cozinha não é tabelado conforme a marca no varejo. Entre as de preferência da população, encontramos variações de até 23% na Ultragaz, 19% na Copagaz e 8% na Supergasbrás.

A pesquisa completa com todos os preços e locais pode ser conferida aqui.

Jornal Midiamax