O Ibovespa fechou a penúltima semana do ano com perda de 2,15%. O índice acumula queda de 11,87% em 2021.

Nesta quinta, a preocupação dos mercados internacionais com o avanço da variante Ômicron do novo coronavírus continuou diminuindo. Isso por causa da divulgação de estudos segundo os quais a variante tem baixo índice de hospitalização em relação às variantes anteriores. Além disso, a aprovação de duas pílulas para pacientes moderados e graves pela agência reguladora dos reduziu o pessimismo com a evolução da pandemia.

No Brasil, os investidores repercutiram a divulgação de que o índice IPCA-15, que serve como prévia da inflação oficial, fechou 2021 em 10,42%, no maior nível desde 2015.

O índice diminuiu as expectativas de que o Banco Central afrouxe os reajustes da taxa (juros básicos da economia) em 2022. Juros mais altos desestimulam aplicações em mercados de maior risco, como a bolsa de valores.

Saiba Mais