Taxa volta a ser cobrada em julho

O superintendente do Proncon de Mato Grosso do Sul, Marcelo Salomão, disse nesta quarta-feira que irá se reunir daqui a uma semana com a Prefeitura de Campo Grande e Associação de Consumidores de Energia, para ampliar o prazo do pagamento retroativo da Cosip (Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública), que será cob

Procon quer ampliar para 1 ano pagamento retroativo de iluminação pública

rada a partir de junho. 

O superintendente comentou que a ideia é esticar o prazo, que está fixado em seis meses para 1 ano, e propõe ainda que o pagamento retroativo seja sem juros e sem correção, pois já irá encarecer a tarifa dos campo-grandenses. “O consumidor não pode ser penalizado, entendemos que a justiça mandou pagar, mas qualquer 1 real que saia do bolso dele, já é um prejuízo”, argumentou.  

Isso porque além de voltar a pagar, o consumidor ainda terá que dar conta dos valores pelos seis meses de isenção, algo em torno de R$ 42 milhões. O pagamento da tarifa estava suspenso desde o ano passado, conforme Lei Complementar Municipal n° 285, de 22 de julho de 2016.

O prazo para a retomada da cobrança foi estabelecido na segunda-feira, 29, em reuniãoe entre a prefeitura da Capital e a abastecedora de energia elétrica Energisa, que recolhe a taxa.