Liberação do FGTS pode ser um dos fatores

O IRC (Índice de Recuperação de Crédito), apurado pela ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande), de julho foi de 67 pontos, contra 55 em junho, e ficou nove pontos acima do índice registrado no mesmo período de 2016, que foi 58 pontos.

Já o INC (Índice de Negativação do Comércio) encerrou o mês de julho em 31 pontos, um abaixo do indicador de junho (32), e nove pontos acima do mesmo mês em 2016 (22). O índice indica a quantidade de pessoas que entram para a lista dos maus pagadores.

“É sinal de que estamos deixando para trás a irresponsabilidade financeira, mas não é conveniente descartar os cuidados convencionais”, alerta o economista da ACICG, Normann Kallmus, por meio de nota. Sobre o índice que mostra a recuperação de crédito, o economista explica que “Não é clara a razão para tal comportamento, mas pode-se especular que exista alguma relação com a liberação do FGTS. Outro aspecto a destacar e que teve repercussão positiva foi a campanha de recuperação do crédito realizada no mês de junho”.

Índice mostra que negativação do comércio se mantém estável em Campo Grande

Metodologia