China continua sendo principal país comprador

As exportações sul-mato-grossenses do totalizaram uma receita de US$ 318,394 milhões em janeiro deste ano, um superávit de US$ 113,3 milhões em relação as importações, de US$ 205,121 milhões. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (11) pela Secex (Secretaria de Comércio Exterior) do MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior).

Os exportadores do Estado embarcaram em janeiro 1,124 milhão de toneladas, uma alta de 3,7% contra mesmo mês do ano passado, 1,084 milhão/t. Quase 33% dos envios foram representados por pasta de celulose, 19% por milho em grão e 11,7% por farinhas e óleo de soja.

China continua sendo o principal país comprador de Mato Grosso do Sul. Somente em janeiro deste ano o país pagou ao Estado US$ 67,4 milhões, sendo que no mesmo período de 2015 era US$ 44,7 milhões. Tailândia também aumentou e muito as compras, passando de um gasto de US$ 3,2 para US$ 38,2 milhões. Na sequência, Países Baixos com compras de US$ 21,1 milhões.

Importações

Para atender a demanda interna, Mato Grosso do Sul importou em janeiro deste ano 737,737 mil toneladas contra 799,641 mil toneladas em 2015. A procura foi maior na Bolívia, de onde o Estado adquiriu 70% de tudo importado, com gasto de US$ 144,9 milhões. Na sequência vem China com US$ 17,8 milhões e Paraguai, com US$ 7 milhões.