A plataforma de corridas por aplicativo Uber emitiu um comunicado, na última segunda-feira (15), sobre o uso do ar-condicionado durante as viagens. Afinal, o motorista é obrigado ou não a ligar o aparelho?

A questão é alvo de discussões frequentes em redes sociais entre passageiros e motoristas e em já virou até caso de briga. Em setembro de 2023, um homem registrou o momento em que foi ameaçado com um facão por um motorista após discussão sobre o uso do ar-condicionado em um dia em que a temperatura chegou aos 36ºC.

As sucessivas ondas de calor que enfrenta desde a primavera aumentam o número de pedidos para ligar o ar-condicionado. De um lado, clientes esperam corridas mais agradáveis e em alguns casos até aceitam pagar a mais pelo conforto térmico. Por outro lado, motoristas de aplicativo reclamam da baixa remuneração dada pelas plataformas e alegam que a conta no fim do dia não fecha se o aparelho ficar ligado.

“Sindicato dos motoristas tinha que fazer uma carta de resposta solicitando na tarifa, reivindicações de segurança e incentivo à classe trabalhista”, afirmou um usuário nas redes sociais sobre a política da plataforma.

“Rapaz, andar o dia inteiro com ar-condicionado ligado e com esses valores que a Uber anda mandando pra gente dá no mesmo que ficar em casa. Meu carro é 1.0 e gasta, eu só ligo depois das 10 da manhã e olhe lá. [sic] Cê tá doido que vou gastar para agradar passageiro. Se a Uber pagasse melhor, com certeza eu ‘torava' o ar o dia inteiro”, disse outra pessoa.

Afinal, o motorista de aplicativo é obrigado a ligar o ar-condicionado?

A Uber emitiu um novo comunicado sobre o uso do ar-condicionado, especialmente durante a onda de calor que provoca temperaturas acima dos 34ºC diariamente em Campo Grande. A empresa não fala em obrigação do motorista em ligar o aparelho, mas faz alerta sobre as atitudes que podem impactar na avaliação dos usuários, o que pode levar a perda de benefícios.

No texto, a empresa afirma que o ar-condicionado é um “requisito” para cadastro de um carro na plataforma em qualquer modalidade de corrida e que é previsto no Código da Comunidade a para garantir o funcionamento de todos os itens do automóvel, incluindo o ar-condicionado.

“Diante das recentes ondas de calor, a atenção a esse ponto torna-se ainda mais importante como forma de assegurar a saúde e o bem-estar tanto de motoristas parceiros como de seus passageiros. Dessa forma, é esperado que durante as viagens o ar-condicionado seja utilizado, em todas as modalidades de viagem, para proporcionar temperatura confortável para ambos ao longo do trajeto”, afirma o texto.

Além disso, a empresa alerta que as viagens que “não atendem às expectativas” dos clientes, como no uso ou não do ar-condicionado, podem impactar diretamente o motorista, já que os usuários podem:

  • Cancelar a viagem;
  • Reportar a situação à plataforma;
  • Considerar a insatisfação na hora de avaliar o motorista.

As baixas avaliações feitas pelos clientes podem levar a perda de acesso a produtos especiais com média de avaliações mínima, como o Uber Comfort, o Uber Black e o VIP.

Motorista pode cobrar para ligar o ar-condicionado?

A Uber reforça que é proibida a cobrança de qualquer valor adicional aos passageiros em nome da empresa.

É considerada violação às regras de segurança do Código da Comunidade fazer cobranças fora da plataforma. A atividade pode levar à desativação da conta do motorista.