O consumidor que não pesquisar na hora das compras pode pagar uma diferença muito alta por alguns produtos da cesta básica, conforme levantamento feito em supermercados da maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul.

Uma pesquisa feita pelo (Programa Municipal de e Defesa do Consumidor), realizada em 12 estabelecimentos de , nos dias 2 e 5 de fevereiro de 2024, revela diferenças acentuadas entre um produto e outro.

Ao todo, foram coletados preços de 29 itens predefinidos. Os produtos que mais apresentaram variação de um estabelecimento para outro, foram: erva-mate de tereré 500 gramas com diferença de 232,66%; alho 200 gramas com diferença de 175,55 e margarina, com 209,69%.

Ainda segundo o Procon, frango inteiro congelado 1 kg com diferença de 127,85%; papel higiênico pacote com 4 unidades, 196,76%. O líder do ranking é o creme dental de 90 gramas, com 250,78%.