O médio da comum nas cidades do interior de Mato Grosso do Sul é cerca de R$ 5,85, com valores que variam entre R$ 4,95 e R$ 6,75. Contudo, contrastando com a média estadual, a cidade de Dois Irmãos do Buriti, a 110 km de Campo Grande, mantém uma alta expressiva no preço do combustível, comercializado a R$ 6,99 nos dois únicos postos da cidade.

Conforme levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Brasil), o litro da gasolina comum mais acessível no interior do Estado está em , a 229 km de Campo Grande, único abaixo de R$ 5 e fixado em R$ 4,95. O preço mais alto entre os postos pesquisados é de R$ 6,75 em , a 425 km de Campo Grande.

Morador de Dois Irmãos do Buriti, Gilson Junior é motorista e precisa abastecer com frequência devido ao seu trabalho, ele relata que a cidade conta apenas com dois postos de combustíveis, sendo que ambos praticam o mesmo valor de R$ 6,99.

“Não tem para onde correr, o valor em Dois Irmãos é um dos mais altos do Estado, esse preço é um absurdo já que a cidade fica só a 110 km de Campo Grande”, destaca.

Com o alto preço, a diferença entre abastecer em Dois Irmãos do Buriti e Campo Grande chega a R$ 1,97, uma vez que a gasolina é comercializada a R$ 5,02 na Capital. Além da gasolina, os demais combustíveis seguem acima da média na cidade, com o etanol a R$ 4,57 o litro e o diesel S10 comercializado a R$ 7,39.

Fila em posto de gasolina
Fila em posto de gasolina (Marcos Morandi / Midiamax)

Questionado sobre os valores, o diretor do Sinpetro (Sindicato do Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes MS), Edson Lazarotto, afirma que a discrepância decorre da livre concorrência.

“Devido à livre concorrência, não podemos opinar sobre os preços. A disparidade ocorre devido ao maior frete em cidades distantes, além de depender da distribuidora que o posto utiliza, o mercado é uma cadeia iniciada na refinaria, passa pelas distribuidoras e o último elo é o posto”, explica.

Preço dos combustíveis no interior de Mato Grosso do Sul

Confira a média de preço. (Kisie Anoiã, Jornal Midiamax)

Nos outros municípios, o preço médio do litro do combustível é comercializado por:

  • Nova Andradina: R$ 6,11
  • Ponta Porã: R$ 5,80
  • : R$ 5,70
  • Três Lagoas: 5,58

Gasolina aditivada

Dourados também foi o município com a melhor média de preço para a gasolina aditivada, em R$ 5,61, enquanto o preço mais caro permaneceu em Corumbá, a R$ 6,75. 

Confira as demais médias do litro da gasolina aditivada no interior de MS:

  • Coxim: R$ 5,68
  • Três Lagoas: R$ 5,79
  • Ponta Porã: R$ 5,90
  • Nova Andradina: R$ 6,19

Etanol

Outro combustível que compôs a pesquisa da ANP foi o etanol hidratado. A melhor média de preço foi encontrada em Três Lagoas a R$ 3,34, enquanto Corumbá apresentou novamente o valor médio mais alto, em R$ 4,45. 

Confira as outras médias de revenda do combustível:

  • Dourados: R$ 3,37
  • Ponta Porã: R$ 3,52
  • Coxim: R$ 3,80
  • Nova Andradina: R$ 3,94

Diesel

A pesquisa também fez o levantamento dos preços comercializados pelos litros do óleo diesel D S500 comum e o óleo diesel S10. 

O preço médio de revenda mais barato do diesel D S500 comum ficou empatado, em R$ 5,97, em Dourados e Coxim. Já Corumbá permaneceu na última colocação com R$ 7,31. 

Nos outros municípios, a média do diesel D S500 comum ficou em:

  • Três Lagoas: R$ 6,01
  • Ponta Porã: R$ 6,37
  • Nova Andradina: R$ 6,39

O valor médio do litro do diesel S10 ficou em R$ 5,92 em Dourados, enquanto Corumbá novamente apresenta o preço mais salgado, de R$ 7,41. 

Confira as demais médias do diesel S10:

  • Três Lagoas: R$ 6,04
  • Coxim: R$ 6,16
  • Ponta Porã: R$ 6,35
  • Nova Andradina: R$ 6,37

Orientação e fiscalização

Encontrou um preço abusivo? O Procon-MS orienta consumidores a analisar os preços e denunciar eventuais cobranças abusivas. Denúncias ou reclamação podem ser feitas pelo Disque Denúncia 151, ou no “registro de reclamação” disponível no site www.procon.ms.gov.br. É importante destacar o nome do estabelecimento e sua localização.