“Quem não tem se sente deslocado”. A frase dita por um vendedor é uma réplica do comentário de um cliente que foi até a loja comprar o copo térmico queridinho do momento. Quase um acessório do campo-grandense, a febre do copo da marca Stanley em todo canto disparou as vendas durantes as festas de fim de ano, desfalcando o estoque das novidades.

Lojas buscaram se adaptar a alta procura, assim com unidades especialidades só na venda do copo térmico. No Camelódromo de Campo Grande, Idelvan Bizarria disse que as vendas triplicaram nos últimos meses, principalmente na procura do lançamento do copo com canudo.

“A pessoa aderiu e agora todo mundo tem, quem não se sente fora do grupo, deslocado… Teve um cliente que veio comprar no dia seguinte depois de ir numa confraternização e todos estarem com um Stanley e ele era o único com copo de vidro. Todo mundo quer e isso movimenta as vendas”.

Idelvan diz que quem não tem copo se sente deslocado (Alicce Rodrigues, Midiamax)

Por que tanta euforia? O copo ficou conhecido pela alta durabilidade em preservar a temperatura da bebida. Não demorou muito para as réplicas lotarem o mercado, também cumprindo a função de deixar a bebida gelada ou quente.

A mania do sul-mato-grossense não foi deixada de lado, já que o copo de tereré é um dos mais procurados, com unidades a partir de R$ 30. Idelvan diz que os modelos variam de cor e tamanho, que vai de 140 ml a 1,2 litro.

“No fim de ano houve uma explosão de saída por conta das festas, muita gente fez confraternização, amigo secreto e muitas empresas compraram para dar aos trabalhadores. Soube aqui de uma compra de 600 copos”.

Francielly investiu na personalização do copo (Alicce Rodrigues, Midiamax)

No Mercadão Municipal, Francielly inovou com a personalização do copo a gosto do cliente, com a descrição de nomes, times e até memes. Ela decidiu investir na personalização do material para se destacar, já que as lojas especializadas estão ficando saturadas.

“As vendas de dezembro aumentaram 90% com as festas de fim de ano. É um presente que não tem como errar. Eu fico todo dia aqui atendendo, não sei nem o que é mais olhar o dia, mas graças a Deus pelo tanto de trabalho. O lançamento, o copão com canudo já esgotou e estou aguardando reposição”.

O material personalizado sai a partir de R$ 25 e chega a R$ 60. O copo com abridor também é outro que costuma ser bem vendido entre o público.

Iara levará para Cuiabá suportes térmicos de presente para a família (Alicce Rodrigues, Midiamax)

Calor anima vendas

A vendedora Lais Rodrigues atribui ao calorão dos últimos dias no crescimento do faturamento com a venda do modelo térmico, também com copos a partir de R$ 25. “Está saindo bastante, com o calor virou febre. Vendo outras coisas no box, mas o copo sai mais”, descreve.

Iara Dias está passando férias na Capital e escolheu a marca para dar de presente aos familiares e amigos de Cuiabá, no Mato Grosso. A mala vai recheada com 10 peças, entre copos e garrafas térmicas. “É mais prático, um presente para a pessoa usar no dia a dia. Não tem quem não fica feliz”.

Karina Campos e Clayton Neves