O segundo mês de 2023 foi de alta de 0,54% na inflação de Campo Grande. O aumento é reflexo principalmente do das mensalidades escolares, típicas de início do ano. Os números do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) foram divulgados nesta sexta-feira (10).

Conforme os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o segmento de educação teve variação mensal de 6,04% em fevereiro, resultado do reajuste das mensalidades escolares. Este é o maior aumento do setor desde fevereiro de 2020.

Mas educação é só um dos oito grupos de produtos e serviços pesquisados. Habitação, artigos de residência, vestuário, transportes, saúde e cuidados pessoais e comunicação também tiveram valores mais altos no mês.

O segmento de alimentação e bebidas foi o único que teve retração de 0,82% em fevereiro. De acordo com o IBGE, as refeições em casa ficaram mais baratas no mês passado, bem como as carnes, batata e tomate.

Inflação abaixo da média nacional

(Índice Nacional de Preços ao Amplo) em fevereiro foi de 0,84% e ficou 0,31 ponto percentual (p.p.) acima da taxa de janeiro (0,53%). No ano, o IPCA acumula alta de 1,37% e, nos últimos 12 meses, de 5,60%, abaixo dos 5,77% nos 12 meses anteriores. Em fevereiro de 2022, a variação havia sido de 1,01%.

Saiba Mais