O Procon municipal de Campo Grande encontrou quilo do peixe sendo vendido por mais que o dobro do preço entre um estabelecimento e outro. A variação chegou a 130,35% no caso da sardinha. A pesquisa é divulgada a pouco mais de uma semana para a Semana Santa e foi realizada com 15 tipos de peixe entre os dias 20 e 22 de março em 9 peixarias de Campo Grande.

Conforme a superintendência do consumidor, a pesquisa revela prática de escalada de preços em épocas de alta procura, como é o caso de peixes durante a Quaresma, quando cristãos consomem peixe em vez de carne vermelha.

Dessa forma, a maior variação encontrada foi no quilo da sardinha, que variou de R$ 12,98 na Peixaria Moura e o maior preço de R$ 29,90 na Peixaria Peixe Sul. Uma variação de 130,35%.

Já o produto mais caro foi o camarão rosa, com valor de R$ 160 o quilo na Peixaria Rio Sul e o menor 87,50 na Peixaria Aero Rancho, uma variação de 82,86%.

“Nós sempre orientamos que os consumidores façam pesquisa de preço antes de comprarem o produto porque sempre há variação de um local para o outro, além de promoções pontuais que eles possam aproveitar”, finaliza o Subsecretário de Proteção e Defesa do Consumidor, Cleiton Thiago de Almeida Pereira.

Confira a pesquisa completa NESTE LINK.