A bandeira tarifária dos táxis em Campo Grande não deve sofrer e vai encerrar o ano com os mesmos valores definidos em junho de 2022. A informação é do presidente do Sintaxi-MS (Sindicato dos Taxistas do Estado de Mato Grosso do Sul), Flavio Panissa. 

O motivo está ligado à prática de manter a competitividade do setor frente aos concorrentes, os aplicativos de corrida.

“A gente tem o direito de fazer a revisão anualmente, da mesma maneira que o transporte coletivo. Porém, nós temos um concorrente predador e, às vezes, precisamos diminuir a margem de lucro”, explica Panissa. O último reajuste tarifário foi em junho de 2022

Ele aponta que Campo Grande tem, atualmente, duas cooperativas de táxis, cerca de 400 veículos em circulação e mais de 500 motoristas no ramo. 

Último reajuste foi de 20%

táxi taxista
Táxis em Campo Grande permanecem com mesma tarifa. (Arquivo, de França, Midiamax)

O último aumento foi há mais de um ano, na data-base da categoria, em junho de 2022. Na época, a tarifa ficou 20% mais cara. 

A Portaria nº 08, de 21 de junho 2022, estabeleceu o reajuste tarifário do serviço de táxi:

  • R$ 3,36 por km rodado na Bandeira I;
  • R$ 3,84 por km rodado na Bandeira II.

A planilha de reajuste elaborada pela ANTT (Associação Nacional de Transportes Públicos) prevê que a tarifa técnica da hora parada corresponde a oito vezes o valor da Bandeira I, o que elevou o valor para R$ 26,88. 

A portaria da (Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Campo Grande) deixou estável o valor da bandeirada do táxi comum em R$ 4,50 e de R$ 8,56 para táxis no aeroporto. 

Além disso, também não houve mudanças na taxa de R$ 0,40 para volume transportado com dimensões superiores a 70 cm x 40 cm x 20 cm.

Saiba Mais