O autorizou a Econômica Federal a retomar a Lotex (Loteria Instantânea Exclusiva), popularmente conhecida como “raspadinha”, a novidade é que haverá versão digital da loteria. As informações são do UOL.

Autorização vale por dois anos e foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União. Os bilhetes da Lotex serão vendidos pela Caixa e, posteriormente, haverá uma licitação para empresas venderem a raspadinha.

Como o nome sugere, trata-se de uma loteria instantânea. Ao comprar o bilhete, a pessoa deve raspar determinada área e descobre na hora se foi premiada ou não.

Haverá tanto uma versão física como online. No segundo caso, a “raspagem” da área será virtual por meio do mouse, por exemplo, e feita no site que disponibilizará o serviço.

A medida faz parte de um conjunto de iniciativas do governo para aumentar a receita. A expectativa do governo é de que a Lotex gere uma arrecadação de até R$ 5 bilhões ao ano.