Com o período de férias e a proximidade de um dos maiores festivais culturais de Mato Grosso do Sul, o FIB (Festival de Inverno de Bonito), a procura por aluguel de carros está alta e quase não se encontram veículos disponíveis em Campo Grande.

O recesso escolar costuma durar entre 15 e 20 dias, o que torna o mês ideal para quem pretende se aventurar em viagens de curtas distâncias, como é o caso de Bonito, localizada a 297 km de Campo Grande.

Devido à alta procura entre os meses de junho a agosto, as locadoras optam pelo sistema de reservas, a medida visa garantir a comodidade dos clientes. Em uma das principais locadoras de Campo Grande, as duas filiais presentes na cidade seguem com alta demanda tanto para empresa quanto para turistas.

Na unidade da empresa localizada na Avenida Afonso Pena, 89% dos carros já estão alugados pelos próximos dias e quem precisa alugar um veículo terá que esperar até a próxima semana.

“Hoje temos poucas opções disponíveis. Se um cliente chegar na minha loja agora eu consigo atender com um carro de entrada nas locações, 1.0, manual. Não consegue um carro automático por exemplo, a central abre conforme as devoluções efetuadas”, destaca a responsável pela empresa.

Para quem pretende alugar um veículo mesmo que por poucos dias, a dica é se planejar com antecedência para garantir mais opções de reserva e preços mais baixos.

“Na reserva antecipada o cliente tem uma maior variedade de grupos para atender a sua necessidade. O valor normalmente está menor. De última hora além da disponibilidade ser menor nas locadoras, o valor vai sempre aumentar, pois a procura continua”, explica a gerente da rede de locadoras.

Na locadora Europcar, na Avenida Afonso Pena, o estoque de veículos está zerado e quem pretende alugar terá que esperar até o dia 15 de agosto.

Segundo o gerente operacional da locadora, Marcelo Dourado, o período está com alta demanda tanto para diárias quanto para aluguel mensal de veículos.

“Nesse momento só temos veículos para cobrir as reservas já feitas. A previsão é que a central abra para novas reservas só a partir da segunda semana de agosto”, ressalta.

Em agosto, Mato Grosso do Sul recebe a 22ª edição do Festival de Inverno de Bonito. A expectativa é que o evento fomente ainda mais a procura por aluguel de carros na Capital. Bonito está localizada a 297 km de Campo Grande, cerca de 3h30min de viagem, o que torna a viagem de carro uma opção viável.

“A expectativa para o Festival está alta. Esse período assim como o feriado que temos em outubro sempre gera muita reserva. Normalmente sentimos a diferença uma semana antes dos eventos quando aumenta a procura por cotações e as reservas entram em sistema”, explica a gerente da locadora.

Marcelo Dourado destaca que na Europcar a expectativa é de 100% de ocupação durante os três dias do festival, que será entre 25 e 27 de agosto.

“Geralmente as pessoas alugam por uma semana para aproveitar todos os dias do evento. Sempre gera um retorno financeiro muito bom”, destaca.

Apesar da alta demanda, o cenário é mais favorável que no ano anterior. Em 2022, na mesma época do ano, quem precisou alugar um carro para viagem ou trabalho teve que adiar os planos pois os veículos ‘sumiram’ das locadoras por conta da alta temporada.

Turismo impulsiona locação de carros

belezas naturais em bonito ms

O crescimento de 1,9% do PIB (Produto Interno Bruto) no primeiro trimestre do ano tornou o panorama econômico positivo, fomentando o setor turístico em todo o país, incluindo Mato Grosso do Sul.

Com isso, as projeções da Abla (Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis) indicam um crescimento entre 15% e 20% na procura por aluguel de carros durante as férias de julho a agosto.

Conforme a Abla, entre os fatores que contribuem para a alta procura nos aluguéis de carro está o aquecimento do turismo desde a retomada pós-pandemia e a mudança no comportamento dos viajantes.

O presidente da Abla, Marco Aurélio Nazaré, explica que nos últimos meses os preços das passagens aéreas subiram, o que também contribuiu para os consumidores optarem por meios de transporte alternativos.

“Isso acaba estimulando o uso do carro para viagens de férias, principalmente as médias e curtas distâncias”.

A nível nacional, dados recentes do setor mostram que o turismo de lazer é responsável pela demanda por 32% da frota total das locadoras. Em 2022, essa demanda chegou a 1.434.299 automóveis e comerciais leves.

Somada ao turismo de negócios, esse índice avança para até 48% do uso dos veículos das empresas de locação.

Por que alugar um veículo?

De acordo com a Abla, as locadoras têm oferta diversificada de veículos com diferentes modelos novos e seminovos, o que aumenta a segurança para pegar a estrada.

O custo-benefício tende a ser vantajoso, na medida em que o aluguel inclui o veículo revisado e com toda a manutenção em dia.

“O veículo sai revisado e com as proteções contratadas pelo cliente. Muito mais econômico do que colocar o carro particular para rodar. O valor é acessível”, ressalta a gerente de uma locadora da Capital.