Mulher processa clínica de estética após sofrer queimaduras durante depilação a laser em Campo Grande

Manchas apareceram após a 3ª sessão
| 20/06/2022
- 14:46
mancha clínica de estética
Cliente afirma que queimaduras apareceram após terceira sessão em clínica de estética - (Foto: Falo Povo/Midiamax)

Uma mulher, que não será identificada, processou uma clínica de estética e sua proprietária após sofrer queimaduras na pele devido a um procedimento de depilação a laser realizado no local. O caso ocorreu em julho do ano passado, em Campo Grande, e ainda corre na Justiça Estadual.

De acorda com o advogado da cliente, Vinicius Mata, o caso ocorreu em julho do ano passado. Ela teria adquirido cinco sessões de depilação a laser e realizado três delas, quando notou o aparecimento de manchas em sua pele.

“A proprietária da loja até se dispôs a pagar a consulta e medicamentos necessários, caso fossem necessários, o que não aconteceu”, disse Vinicius. O advogado também alega a existência de laudo comprovando queimaduras de 1° e 2° grau.

Quase um ano após o procedimento, o caso ainda segue em julgamento. Inicialmente foi realizado um pedido de R$ 25 mil por danos estéticos e morais contra a cliente. Com o passar do tempo, as manchas sumiram e o pedido de dano estético foi retirado do processo.

A defesa da cliente também pede aplicação de de até 2% pelo não comparecimento da proprietária da clínica em audiência judicial. No momento, pedindo por danos morais, a cliente espera por decisão judicial sobre o ocorrido.

Veja também

A proibição vale a partir de 30 de junho.

Últimas notícias