Cotidiano / Consumidor

Com gasolina acima de R$ 5, consumidor passa a optar pelo etanol em Dourados

Para conseguir abastecer o veículo em Dourados, o consumidor já está escolhendo o etanol como opção mais viável. Com os dois últimos reajustes nos primeiros meses deste ano, o preço médio da gasolina passa de R$ 5. Considerando que em relação ao etanol, o valor do litro nas bombas dos postos de combustíveis está praticamente […]

Marcos Morandi Publicado em 22/02/2021, às 08h53

Aumenta a procura de etanol em postos de Dourados. (Foto: Reprodução).
Aumenta a procura de etanol em postos de Dourados. (Foto: Reprodução). - Aumenta a procura de etanol em postos de Dourados. (Foto: Reprodução).

Para conseguir abastecer o veículo em Dourados, o consumidor já está escolhendo o etanol como opção mais viável. Com os dois últimos reajustes nos primeiros meses deste ano, o preço médio da gasolina passa de R$ 5.

Considerando que em relação ao etanol, o valor do litro nas bombas dos postos de combustíveis está praticamente estacionado em R$ 3,83, a diferença entre álcool e gasolina passa de 70% e já desperta a atenção dos consumidores.

“Não gosto muito de abastecer o carro com etanol, mas diante desses reajustes no preço da gasolina, não me resta outra alternativa”, explica o funcionário público João Silveira Novaes, que últimos dias tem optado pelo uso do álcool.

Para a dona de casa Juliane Martins Moreira, o preço do etanol está compensando e ela também, já passou a usar o combustível com mais frequência. “Espero que esse valor se mantenha estável”, disse ela ao Midiamax, após abastecer um dos carros da família.

Entretanto, apesar de considerar o álcool mais acessível no momento, tanto a dona de casa quanto o funcionário público, ainda acreditam em uma queda no preço da gasolina. Os dois torcem para que medida proposta pelo governo federal que pretende unificar a alíquota do Imposto de sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o combustível seja aprovada pelo Congresso.

Na avaliação do, gerente executivo do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis (Sinpetro MS), Edson Lazaroto, o consumo do etanol no estado teve crescimento de cerca de 39%. Entretanto segundo ele, já há rumores de que haverá aumento no preço do litro do álcool e que o mesmo deve ser repassado para os consumidores.

Jornal Midiamax