Centenário, Vida Nova, altos da , entre tantos outros bairros já foram destino da algazarra de motociclistas, em . O problema, que tira o sossego da vizinhança com o “vrum vrum vrum” de motoqueiros, tem novo endereço: Rita Vieira. A reportagem do Jornal Midiamax teve acesso a vídeos, gravados em dias diferentes, no qual ocorre um encontro, com a muito barulho e denúncia de moradores da região.

“Em média, umas 130 motos estavam neste , ali na Rua Mariza Andrade Ribeiro. É o terceiro sábado consecutivo, sempre no mesmo horário. Os motoqueiros vão chegando por volta das 23h30 e, quando dá meia-noite, começam as arrancadas. E é terrível porque o barulho é tão grande que as crianças acordam chorando”, lamentou uma bancária de 27 anos.

Conforme a denunciante, os envolvidos se encontram no cruzamento das ruas César Ramos dos Santos com a Mariza Andrade Ribeiro.

“A gente, sinceramente, se sente lesado e completamente sem auxílio aqui. Nós ligamos para 190 e 153, porém, pelo tanto de motos que tem ali, vem uma viatura e não consegue fazer nada. É uma rua nova, que tem um condomínio da MRV já habitado e tem mais um construindo, aí a rua está escura, já que nem todas as luzes estão funcionando”, lamentou.

Outra moradora da região, que também não quer ser identificada, ressaltou que o encontro é simplesmente para “fazer arruaça”. “Eles possuem grupos, combinam pelo WhatsApp, chamam de noturno ali. Tenho um sobrinho que me falou sobre isso, tá bem complicado aqui”, finalizou.

Veja o flagrante obtido pelo Jornal Midiamax: